quinta-feira, 3 de junho de 2010

Maristela Just: 79 anos para o reu

É, mas ele ainda não está preso: nem compareceu ao julgamento, foi julgado à revelia!

Leia mais sobre o caso aqui, no Blog que os filhos de Maristela fizeram para pedir Justiça

13 comentários:

langelle disse...

Gloria:
Estou matutando a cabeça para escrever a historia de uma justiceira ou mesmo uma MULHER revoltada contra esta patriarca sociedades.... Quando lemos nos jornais, nos assuntos criminais, policiais ou de qualquer aspeto violento; acaba sempre se referindo aos homens e, as vitimas sempre às mulheres. Entretanto, os romances, os dramas de novelas, contos, filmes ou de outras formas de contar histórias, acabam, parece que incentivando aos domínios masculinos.... é uma idéia. (te escrevo mais).
Força a todas as vitimas!!
justiça!!!!

edson disse...

Bandido, covarde porque não apareceu no julgamento hein? Mostra a cara , não foi machão pra matar? Essa justiça brasileira e brincadeira, me sinto um palhaço assistindo essa injustiças todas,um Brasil tão belo não merecia a quantidade de calhordas que aqui habitam.Deculpe o desabafo, acho que eu e vc cidadão de bem que sai cedo pra trabalhar não merece viver uma impunidade dessas.Quantas Maristela, Dani, Eloa e tantas outras que nem ficamos sabendo precisam morrer nas mão desse que se dizem machões hein?

Odele Souza disse...

Gloria,
E o assassino de Maristela Just foi condenado somente 21 anos depois! Como pode a justiça brasileira ser tão lenta assim?! Uma justiça lenta já se configura uma justiça injusta.Que pelo menos o assassino de Maristela seja preso o quanto antes e que não aconteça de demonstrar na prisão sua "bondade" para com isso ter reduzida a pena a um terço como temos visto acontecer neste nosso Brasil, pais da justiça lenta e da impunidade.

É de causar indignação ver uma família ter que aguardar 21 anos para ver o asassino de seu ente querido ser condenado.

PS.Glória,
Quero te agradecer por ter linkado o blog de Flavia não só aqui como ao blog de tua Daniella. Sei que você não está pedindo isso, mas também linkei os blogs de Daniella,Maristela e Isabella ao blog de Flavia. Eu já deveria ter feito isso, não o fiz por um lapso, me desculpe. Caso de injustiças, ou de "meias justicas" me deixam indignada.

Um forte e carinhoso abraço pra você.

Silvia disse...

Glória, desculpa entrar assim nesse post para falar sobre um assunto completamente diferente, mas não encontrei outro meio aqui no seu blog para te escrever. Sou muito fã do seu trabalho, ADORO suas novelas, mas a minha paixão mesmo é pela minissérie HILDA FURACÃO! Passei ANOS sonhando em comprar os DVD´s prá ter todos os personagens pertinhos de mim e qual foi a minha surpresa: muitos cortes, principalmente das cenas de Santana dos Ferros, das irmãs Ciana e Çãozinha que eram engraçadíssimas, da mãe de Dudu e do próprio Dudu, enfim, até cenas importantes eles cortaram pela metade e a cena n dava andamento. Poxa Glória, lastimável... Me sinto com Hilda pela metade, muito triste isso que a Globo fez com nós o público. Até a história do EMECÊ ficou mal contada com tantos cortes. Deixo aqui o meu desabafo e torço prá um dia quem sabe a emissora libere uma versão COMPLETA dessa minissérie que parou o Brasil e significou muito prá mim! Mil beijos da fã Silvia Rebel.

Fabiano Costa disse...

Justiçazinha lenta a nossa, né? 21 anos! E o facínora ainda nem preso está!

Jalul disse...

As pessoas riem da justiça do faz de conta. Isso perturba, deprime e revolta.

ana disse...

GLORIA,
FICO FELIZ E COM ESPERANÇA NA NOSSA JUSTIÇA DEPOIS DE COMCLUIDO ESTE CASO.
SOU DE UMA CIDADE DO INTERIOR DE SP E HA 13 ANOS MEU MARIDO FOI ASSASSINADO E AINDA NÃO FOI JULGADO.AGORA NÃO CONSIGO MAIS ESPERAR E QUERO VER SE CONSIGO ALGUMA IDÉIA PARA FORÇAR A JUSTIÇA,POIS O ASSASSINO É FILHO DE PESSOAS INFLUENTES.AGORA MEUS FILHOS ESTÃO GRANDES E QUERO LUTAR PARA QUE ISSO SE RESOLVA.

Suely disse...

No início de 2009 minha irmã cursava o 7º período do Curso de Direito da Estácio de Sá de Belo Horizonte e estava cheia de planos para ajudar a sociedade na defesa de seus direitos e cidadania. Possuía um salão no Shopping 5º Avenida, na Savassi em Belo Horizonte. Seu tempo era para trabalhar, estudar e curtir a família e amigos. Era boa esposa, irmã,filha e amiga. Uma pessoa alegre, extrovertida, carinhosa e disposta a ajudar o próximo. Procurava um apartamento para comprar e viver uma nova etapa da sua vida com seu marido Chrystiano dos Santos Oliveira, projetista da EPC Engenharia; porém seus sonhos foram interrompidos, ele a matou em 18 de março de 2009 com dezenas de facadas. Sua morte foi comprovada pela PM ao chegar ao local do crime.

Com a chegada da PM o assassino apagou a luz da casa e tentou suicídio, devido as lesões foi conduzido ao hospital e dois meses depois o assassino Chrystiano dos Santos Oliveira conseguiu liberdade com um Hábeas Corpus e nunca mais recebeu qualquer outra punição. Hoje o criminoso está solto e a justiça não age. A defesa alega insanidade mental para ganhar tempo, afinal qualquer pessoa que mata e quer liberdade vai inventar algo pra driblar a justiça.

Enquanto o assassino fica na boa, família e amigos da vítima além de sofrer pela ausência da pessoa querida, sofrem com a impunidade que existe em nosso país. A leis protegerem criminosos, a promotoria faz pouco caso e os juizes não tem bom senso. Na 1ª audiência o réu não compareceu e nada aconteceu, na 2ª ocorrida em 08 de abril de 2010, fiquei indignada com o tratamento que tivemos. Dentro do Fórum Lafaiete em Belo Horizonte o assassino tinha “mil e uma proteções” enquanto minha família e amigos éramos tratados como bandidos. Ficamos isolados e várias vezes uma servidora do Fórum chegava perto da gente pra ficar ouvindo conversa e insultar. Uma situação ridícula.

O próprio psiquiatra do réu afirmou que ele não tinha diagnóstico de distúrbio psiquiátrico, e sim depressão pós-trauma. Também afirmou que o réu confessou ter matado a vítima. Mesmo com o depoimento do psiquiatra e a confissão do assassino, a advogada insistiu que o réu tinha doença mental, motivo que cometeu o assassinato, porém apresentou atestado medico devido stress, e não doença mental. A psiquiatra que deu o atestado nem foi citada no processo e por sinal ela afirma que o réu não apresentava distúrbio mental, e sim stress devido ao trabalho. Contudo a promotoria não teve ação, nem interesse de intimar essa psiquiatra, ou sequer questionar os fatos, enquanto isso, a advogada fala, mas não prova e fica por isso mesmo.

O descaso do Estado permite que o assassino continue solto tendo soltura baseada no principio da inocência, e pior ainda agora em maio de 2010 que o juiz suspendeu o processo alegando dúvida quanto a integridade mental do acusado, que é de acordo com o art.149 do Código Penal devido, porém não ordenou que ele fosse detido e internado em manicômio para tratamento, conforme art. 152 também do CPP.

Se houve flagrante e o réu confessou o crime, então ele não é inocente. Que inocência é essa se o réu confessa o crime? Será que ele realmente não coloca em risco a sociedade? Porque a promotoria não agiu neste caso? Que lei é essa que protege o criminoso? Sendo assim, quantas pessoas serão mortas até que isso mude? Será que esse criminoso ficará solto até que mate mais pessoas seja com facadas, tiros, ou espancamento? Se para a justiça não é regalia deixar um assassino solto com total liberdade, então regalia seria para a vítima descansar a vida eterna há “sete palmos” debaixo da terra?

edval junior disse...

gloria tenho uma sugestão pra sua prossima novela ,você poderia retratar vitimas do nazimo e fala a da peseguição religiosa dos judeus e testemunhas de jeova e como superaram .

Fato Social - Por B.C.Mendes disse...

No Brasil qualquer absurdo ainda é pouco! Em meu blog faço algumas críticas.

Anônimo disse...

olá gloria,não é a primeira vez que comento algo no seu blog e vc nunca me retorna.Por favor dessa vez me retorne.
meu nome é jayro, tenho 16 anos e sou do maranhão. como já falei muitas outras vezes meu sonho é ser ator, só que eu ñ tenho nenhuma condição de estudar e preciso que vc me ajude. eu sou da zona rural e onde minha familia mora nem energia eletrica exite, como eu sempre fui fã de suas novelas eu tinha que andar mais de 3 km até um outro local que tinha energia, olha sócomo vc ficaria vista no mundo pq ajudou uma pessoa que necessitava.Eu tambem já lhe contei que tenho muitas historias que dariam otimas novelas como por exemplo:AMADA AMANTE, CAMINHOS CRUZADOS E CORPO E ALMA. Atualmente sai da zona rural pra estudar o ensino medio.
meu email é jayro.moura@yahoo.com
fique com Deus , e a sou seu fã numero 1000000000000000

veronica souza disse...

meu nome é veronica gostaria muito de ser sua amiga eu amo vc toda vez que te vejo eu simplismente choro de emoção..sem explicaçao simplismente vc me emociona..gostaria muito de compartilhar minha real e triste historia com vc..

veronica disse...

sou eu de novo..rsr não tenho muita intimidade com os computadores ainda. olha tenho 29 anos e uma filha linda de 10..queremos que vc faça parte da nossa pequena familia...