terça-feira, 17 de novembro de 2009

Ordem do Ipiranga

A cerimônia foi ontem, em São Paulo. Aqui estamos nós, um grupo ligado à produção cultural, para receber a homenagem.



A medalha é muito bonita. Estranho o título dado às mulheres: somos "comendadeiras:!!!!

português é mesmo uma língua complicada! :-))))

12 comentários:

[K] disse...

Fiquei sem entrar na net e perdi várias postagens! Glória, vc não aceita mais comentários no blog da Dani?
Queria contar uma coisa que li em uma comunidade bem grande...

Beijos! Fica com Deus!

Sayonara Salvioli disse...

Glória querida,

PARABÉNS mais uma vez!!! Sua comenda é linda!... E você ficou uma comendadeira muito estilosa com este vestido! :)

Com toda a certeza, estará sempre figurando com destaque no âmbito da produção cultural deste país!

ALEGRIA, SAÚDE, SUCESSO, GLÓRIA!!!
:)

Anônimo disse...

comendadeira, chefa?! q nome estranho, ñ? mas ñ importa comenda é comenda. um timaço nessa foto, ñ? vc, a botafogo, regina e adelaide, só poderosas! parabéns a todas! + o melhor, foi rever esses joelinhos lindos. nem nara leão era páreo. bjs

MUOIO disse...

Adorei estar com vc!!!
PARABÉNS GLORIA!!!
Bjs
MUOIO

Anônimo disse...

parabens,muito merecido,bj,thiago ribeiro,joao pessoa

Anônimo disse...

Vc esteve pertinho de casa!
Hehehe
Nossa mais uma vez parabéns pelo prêmio internacioal de TV o EMI acabei de ver no NJ.
Beijos vc é maravilhosa.

Sofia disse...

Boa noite e parabéns!

Eu adoro que as suas novelas mostrem novas culturas, tradições, expressões e outros países.
Então, aqui deixo um pedido, que a sua próxima obra tenha como pano de fundo um país da África sub-sariana.

Eu cresci, ouvindo histórias sobre Angola. Sobre como era rica, rica em diamantes, em terras fertéis, na alegria das pessoas e nos vários povos e línguas.
Mas Angola era uma colónia, as ideologias comunistas se tornaram cada vez mais fortes e a luta pela independência se tornou uma realidade. Pouco depois chegou a guerra, governo português contra os partidos nacionalistas. E depois da independência, entre os partidos nacionalistas pelo poder. Nesse período por volta da independência, milhões se virão obrigados a partir para Portugal. Pessoas de todas as cores chegaram à um país completamente distinto que vivia uma realidade oposta, sem nada. Pais se separaram de filhos, filhos de pais, pessoas que se amavam foram afastadas pela a força das circunstâncias. E a maioria teve mesmo de começar do zero. Outros também tentaram refazer as suas vidas no Brasil, entre outros países.
Até que chegou 2002, depois de mais de 25 anos de guerra civil,paz. Em 2004, com 20 anos, finalmente conheci a terra natal dos meus pais e conheci o resto da família. Receberam-me de lágrimas nos olhos, mas não de tristeza, de muita alegria. Aliás, como os Angolanos são alegres mesmo depois de tanto sofrimento. Fui acolhida e também me encontrei, finalmente descobri a minha essência. Estar pela primeira vez num sítio e sentir que sempre se esteve ali. Angola tem lugares tão inexplicavelmente lindos.
E hoje, Angola continua crescendo à um ritmo alucinante, com muito potencial. Estou pensando mudar-me para lá.

Sei que adora um amor proibido, entre pessoas de condições sociais opostas. Em Angola, anos 70, cor, ideologias políticas, condições económicas, tradições culturais, pensamentos modernos, vida na cidade vs interior,etc, eram motivo de vários choques sociais.

Sofia disse...

[b]Vou levar-te comigo[/b]

Menina bonita
Com tranças de trigo
Sorrindo à janela
Vem cantar comigo

Os homens fizeram
Um acordo final
Acabar com a fome
Acabar com a guerra, viver em amor

{Refrão}:
Vou levar-te comigo
Vou levar-te comigo
Vou levar-te comigo meu irmão
Vou levar-te comigo

{Refrão}

Olá companheiro
Do fato rasgado
Não estendas a mão
Foge do passado
Que os homens fizeram
Um acordo final
Acabar com a miséria
Acabar com a guerra, viver em amor

{Refrão} 2x

Olá avozinha
Colegas, pastores
Estudantes, ministros
Rameiras, doutores
Os homens

[Canção do Duo Ouro Negro-lançada décadas atrás]

Fica o pedido!

socó disse...

Boa Noite!Tenho 30 anos de idade e a oito anos e 4 meses faço hemodiálise e minha mãe a 7 anos...Gostaria que vc pudesse em suas novelas contar histórias como a nossa... pois assim as pessoas pudessem conscientizar a doação de órgãos...Admiro muito seus trabalhos...bjs. lilianethaise@hotmail.com. Por favor entre em contato.

irene ponciano disse...

Olá!!!
Eu sou Irene Ponciano,tenho 54 anos, sou HIPERATIVA em alto grau, mas, só descobri isso há quatro anos atás. Minha vida foi e é muito conturbada, nem eu mesma entendo como eu posso ser assim, ligada em várias coisas ao mesmo tempo. Tenho uma mente muito fértil, produtiva mas dispersa, só foco o que tem muito interesse para mim. Dizem que sou inteligente mas aprendi a associar inteligência a sucesso financeiro, o que não aconteceu até então na minha vida, por isso, tenho minhas dúvidas. Para diblar minhas necessidades de auto-sustentação descobri que isso só seria possível aprendendo a fazer muitas coisas na vida porque eu não consigo ficar muito tempo fazendo uma só coisa, mesmo que isso me traga divisas e sucesso financeiro. Dentro desta complicação e problemática mental, consegui me formar em pedagogia, fazer pós em meio ambiente, em psicologia e fui estudando outros cursos que me dariam retorno financeiro sempre que me sentisse repetitiva no meu trabalho de autonoma, porque não consigo ser empresária que também já fui, nem ser empregada efetiva de nenhuma instituição. Então levo minha vida assim. Hora sou pegagoga, hora sou psicóloga, hora sou consultora de empresa, hora sou consultora de qualidade de vida, porque também me formei em terapeuta holística. Sou escritora,cantora, compositora, sou atriz ..........Todos os conhecimentos que venho acumulando ao longo da vida, são apenas para conseguir viver sem rotina, porque realmente não suporto ...........................S O C O R R O!!!!!!!!!!!!! Ninguém entende minha necessidade de mudança, nenguém entende que minha programação mental é diferente pois sou uma pessoa que tenho DÉFCTE DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE, ASSOCIADO TRANSTORNO BIPOLAR, que vem se apresentando ultimamente, mas não considero nada disso ruim, comigo tá tudo certo. O único problema é que não sou compreendida como gostaria. Ultimamente, minha médica socilicitou exames que comprovaram o alto nível de inteligência e a mesma perguntou se eu gostaria de doar meu cérebro para estudo quando eu morresse é claro, porque segundo ela, em 40 anos de trabalho médico, nunca tinha visto uma mente tão ativa... Bem, deixa pra lá, isso não resolve meu problema.
Eu faço aqui de público um pedido as pessoas que tem contato com a mídia e que se interessam por estes assuntos, que levem mais ao conhecimento do público como é a MENTE E O COMPORTAMENTO DE UMA PESSOA HIPERATIVA, isso vai ajudar na família, na escola e na sociedade para que as pessoas aprendam a lidar melhor com quem tem esse tipo de problema e assim cuidar melhor delas e amenizar seu sofrimento no seu convívio com as pessoas e consigo mesmas.
Estou escrevendo um livro que fala da inquietude da minha mente desde a minha infância, da minha relação comigo mesma e como isso acontece no contexto externo e que tem como título (AS RUGAS DA MELÂNCIA). Fala do drama associado a muito humor, alegrias e tristezas vividas por mim, por minha família e por todos os que tiveram uma convência próxima a mim. Desde já, estou precisando de uma EDITORA interessada nestes assuntos para publicá-lo.
As pessoas que queiram saber mais, por favor contatem pelo email: ireneponciano@gmail.com

irene ponciano disse...

Oi,

Eu não sei se a Glória Peres tem contato direto com os comentários, mas eu gostaria muito que ela lêsse o que falei sobre HIPERATIVIDADE e que se possível, explorasse este assunto em algum trabalho de vídeo seu, se fosse em alguma novela, seria muito interessante porque iria ajudar muito na educação (professores), (família)pais e familiares e (Sociedade)psicólogos, psiquiátras e empresários a lidarem de forma efetiva com estas pessoas que são realmente muito inteligentes,mas que por falta de compreensão e cuidados, na sua grande maioria, se perdem na vida usando todo este potencial de forma negativa. Os hiperativos são pessoas acima de tudo, criativas e grandes inventores, que se forem bem acompanhados em suas vidas trarão grande contribuição para a sociedade.
Grata.
Irene Ponciano (ireneponciano@gmail.com)

carla disse...

Oi Glória,eu acompanho suas novelas há muito o clone de 2001 a 2002 o seriado a diarista 2003 America em 2005 lembra com a saida do diretor Jayme Monjardim a novela passou por um reforma tema,abertura,trilha sonora até o rumo dos protagonista.Em 2007 lançou a minissérie Amazônia e em 2009 por ultimo caminho das índias uma novela fabulosa.Sei muito sobre você também não é pra tanto uma das maiores autora.Meu nome é Carla tenho 13 anos e gosto muito do incrível mundo do teatro pois onde moro não tem muitas oportunidade,moro na Bahia gostaria muito de fazer uma de suas novelas pois te admiro muito além de gostar muito de atuar se houvesse um jeito de eu ir ao Rio tentaria um teste pois um opinião de um profissional pra mim e muito importante nessa etapa da vida pois ela q vai decidir meu futura decoro testo facilmente em minha escola já fiz vários tipos de peça lembro q na quarta serie como tradição sempre tinha casamentos nordestinos e a professora sempre me colocava no papel da amante que tinha muitos filhos isso porque eu domino muito bem o sotaque e não só nordestino paulista também se você me permitir posso fazer um vídeo para você avaliar e dizer como me saiu como atriz