quarta-feira, 23 de julho de 2008

Momento Saudade


Sete anos que meu pai foi embora. É dia de lembrar as macarronadas dos domingos, as noites em volta da mesa, quando ele tomava seu vinho (era louco por vinhos), falando de literatura, música, e recitando sonetos.

Ele nasceu no Acre, filho de dois imigrantes: minha vó Maria, uma napolitana que ficou viúva em Nova York e chegou ao Acre com os filhos desse primeiro casamento para juntar-se à mãe, que sei lá porque razão, tinha ido parar naquelas lonjuras deixando o resto da família em São Paulo, onde tinham aberto uma fábrica de macarrão no começo do século. E de meu vô Giuseppe, operário mecânico de San Marco Argentano, que imigrou para São Paulo e de lá fugiu, numa daquelas perseguições aos anarquistas. Vovô era anarquista juramentado. Um dia conto as histórias dele aqui. No Acre, os dois se encontraram, casaram, e aqui estou eu!

A vida era dura. Vovô trabalhava em seu ofício e minha avó fazia flores lindas para casamentos, coroas de mortos e procissões de igreja. Foi com essas encomendas que ela conseguiu mandar meu pai para Belém, onde ele se formou com o diploma que atormentava a mim e a meu irmão Saulo, porque devia servir de parâmetro para as nossas performances escolares: nota 10! Até que fomos ótimos alunos, mas não chegamos a tanto!

Ele morou em São Paulo muitos anos, foi juiz federal lá, antes de ser ministro do STR e do STJ. Adorava São Paulo, tinha São Paulo como a segunda terra -depois de Rio Branco, claro. Hoje ele dá nome ao Forum Social da 3a Região, ali no bairro da Liberdade. Sempre que vou a São Paulo eu passo por lá, para lembrar dele.

Saudade boa, pai!

17 comentários:

Cris Camilo disse...

Espero que tenha gostado da orquídea... não queria invadir sua privacidade grosseiramente... pensei em algo delicado para amenizar o incômodo. Sucesso sempre!

Anônimo disse...

O Ministro Ferrante era uma grande figura humana, Gloria. Deixou nome por onde passou, tenha certeza que a saudade boa está em todos os que o conheceram.
Abraço
Marcos S.

Talyta disse...

Glória, um poema para essa saudade boa!

Aquele que percorreu
Tantos caminhos,
Mas que me ensinou
A seguir o caminho
Da dignidade, do respeito
E da sabedoria.

Que me mostrou a vida
De maneira doce
Que acalentou sonhos
A meu respeito
Tinha orgulho de ser PAI
MEU PAI!!

Não posso ouvir agora
Seu esbravejar...
Por não ter me comportado.
Ver seu sorriso...
Por eu ter alcançado o sucesso

Sentir orgulho
Ao pronunciar meu nome
Ou comentar meus feitos
Tão pequenos

Ver o brilho dos seus olhos
Ao me ver falar a verdade
É pouco
O que me faz lembrar de você
O seu jeito de pensar,de ser.

Sinto sua falta...
Das nossas conversas,
Do que vivíamos.
Dos momentos que passamos juntos.

E só uma palavra resume
Todos os meus sentimentos.

SAUDADE..SAUDADE...SAUDADE!


Beijo carinhoso

Anônimo disse...

Gloria você é filha do Ministro Ferrante? conheci seu pai no STJ. Foi um mestre, sempre tive a maior admiraçãopor ele.Gosto de você ainda mais por disso
abs
Maurílio Rocha

Anônimo disse...

Oi Gloria
Meus pesames sinceros ,por esses 7 anos e sei que não deve ser fácil
beijos
Isa
isabella barros

Anônimo disse...

Oi Glória
Gostaria de convidá-la para ver o meu blog literário: www.carlagiffoni.blogspot.com .
Ficarei muito feliz se puder ir lá ver o meu trabalho. A alegria será imensa se puder deixar algum recado. É pertinho, pois estamos no mesmo blogspot.com .
Abraços fraternais,

Carla

joao disse...

Glória, a senhora já leu o livro "A Índia Secreta", de Paul Brunton?

catia almeida disse...

É gostoso relembrar o passado...é um passeio da memória por tantos momentos e pessoas que amamos por toda uma vida. Lembranças, lembranças...saudades...vida q segue...
Bjs, Catia Almeida.

Thavinho Henriques disse...

Glòria, neste momento as palavras se perdem, e eu não sei o que dizer!!
Mas que linda saudade essa que vc traz do seu pai!!

Quando vi a foto, logo de imediato vi uma semelhança com o ator Jackson Antunes!! Pelo menos nessa foto eles estão muito parecidos...

Abraços
Tavinho!

edson disse...

Gloria momentos felizes daqueles que ja não estão mais entre nos e dificil de lembrar, mas ao mesmo tempo lembramos da felicidade que estas pessoas tão queridas deixaram gravadas em nossa memoria,o seu Ferrante foi um grande homem e deixou na terra heranças maravilhosas que foram seus filhos,alias tenho uma foto linda dele com a Dany, momentos especias que dever ser lembrados com carinho, como tem gente linda e amada olhando por voce la do lado do papai do ceu......

*Muito além da percepção mundana* disse...

Que bela homenagem!
Que o dia de hoje seja repleto de lindas e doces recordações, e como dizia Caio Fernando Abreu: " que seja doce..."

bjos

Mara

Anônimo disse...

Gloria, como é gostoso ler suas histórias reais e saber que através delas você cria histórias de ficção deliciosas. Muito gostoso poder ler esta homenagem ao seu pai, deve ter sido maravilhoso poder ter compartilhado a vida com um homem tão inteligente e sensível. Bjs!!!

Ser e Estar disse...

Gloria, como é gostoso ler suas histórias reais e saber que através delas você cria histórias de ficção deliciosas. Muito gostoso poder ler esta homenagem ao seu pai, deve ter sido maravilhoso poder ter compartilhado a vida com um homem tão inteligente e sensível. Bjs!!!

zé carteiro disse...

Presente do Passado

O presente!
É só o tempo que leva o oxigênio chegar aos pulmôes...
O resto é passado!

Somos o que passou,
Melhor dizendo:
Somos o que se passou.
Contudo o que passou,
Não passou...

Somos nossos ancestrais.
Nossas células nascem,
Vivem,
Morrem...
Como tudo.

Só o amor é eterno...
Ele não é o maior dos sentimentos;
Ele é o maior de todos os sentimentos.

As pessoas que amamos,
morrerâo...
Mas quando morrer-mos.
Até lá, permanecem vivas,
Muitas vêzes, mais vivas que nós.

Um abraço poético ( Glória- quanto sentimeno- " Saudades pai ")
Zé carteiro

Cassius Martins disse...

Ô saudade!!!!
Acabei de escrever no meu blog sobre o "passado",dái me contradigo escrevendo esse comentário.
Escrevi que devemos olhar para frente,mas amo minha família,"macarronada" hum!!!!!
Certos aromas me levam para casa da mama,é "sensorial".
Moro na Amazônia desde 1998,mas toda minha família está em SP,mudei minha vida,pela minha vida!!!!
Mas certas coisas jamais esquecerei!!!
Obrigado por me fazer lembrar!!
Beijo no coração!!!

Cassius Martins disse...

Olhe no meu blog o video do Noel Rosa "Alvorada"
Beijos

Samantha disse...

Que post lindo!
Ainda mais que o Dia dos Pais está chegando, é uma linda história. De uma pessoa que viveu, teve filhos e deixou sua marca e hoje é relembrado com doçura.
Um beijo.