quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Nosso workshop - segundo dia

Emocionante, comovente. Foi assim o nosso encontro de ontem com o pessoal da saúde mental.

Os trabalhos foram abertos com a belissima apresentação de um grupo de dança, e eu fico devendo a foto e mais informações para vocês, porque na hora em que se apresentaram não consegui fotografar.

Na entrada, recepcionando a todos, o profeta Gentileza:



Detalhe da mesa redonda, composta por psiquiatras e psicólogos do Pinel, do CPRJ, do Nise da Silveira e da UFRJ. Com o microfone na mão, o Julio, um exemplo de superação, que deu um belo depoimento sobre as dificuldades de sua condição e tocou gaita para nós.



Na parte da tarde, nosso grand finale, com a apresentação da banda Harmonia Enlouquece, do CPRJ.

O Hamilton e o Luis Mário deram depoimentos emocionantes, e tudo acabou música. Hamilton arrasou mais uma vez, cantando suas composições. E pra terminar, chamou o Bruno Galgliasso para cantar Maluco Beleza junto com ele.

Perguntem se alguém conseguiu ficar parado!





8 comentários:

Victor Pires disse...

Oi, bom dia Glória!
ACho que será interessante assistir a esta trama do personagem com problemas mentais. Esse pessoal ainda é muito discriminado de nossa sociedade. E essas doenças estão cada dia mais presentes nas pessoas.

Será sim muito bom para despir as pessoas do preconceito contra os doentes mentais.

Beijosssssssssssss Glória!
Victor Pires
victorjgpires@hotmail.com

Thalita Ribeiro disse...

Oi Glória ,tudo bem?
Primeiramente gostaria de Parabenizá-la por mais uma novela, a qual tenho certeza que será um sucesso, como todas as outras.
Ainda não tive o prazer de encontrá-la pessoalmente para te dizer o quanto te admiro e dizer que foi um prazer ter feito uma participação em "América". Fiz a personagem MissJane quando jovem. Quando a Frida me ligou convidando, mal podia acreditar!! rs...
Bom, não vou me estender mais, pois sei da sua correria!!
Que Deus continue te abençoando e quem sabe um dia possamos trabalhar juntas!

SUCESSO!!!

Beijos Thalita Ribeiro

rosane disse...

Gloria é um prazer imenso saber que esta escrevendo sobre um povo, sobre os costume e a religião hindu.
Gostaria de te apresentar o belíssimo trabalho do bailarino e coreógrafo Ciro Barcelos, ele tem histórias belíssimas e experiências únicas de pro-criação, pois no período que esteve na India, era Hare Krishna e teve uma filha linda a Rhadarani,nos moldes sagrados, ficou um ano se preparando para tê-la, sacou !!???, além de uma caracterização única de Arjuna, posso te enviar as fotos. Você vai adorar, tenho certeza e o Ciro é realmente uma pessoa especial, além de ser muito talentoso, neste momento ele esta fazendo um cancioneiro no show musical sacrodélico Santo Antonio do Brasil. Mais teve por anos o Balé do Terceiro Mundo no qual montou o balé intitulado Canibais Eroticos,que o tema era a India,um sucesso de publico na época.
Se desejar saber mais e ver as fotos de Krishna me avise lhe enviarei. Obrigado por sua generosidade em contar e acrescentar tanto aS PESSOAS NESSE UNIVERSO lúdico.
Se desejar assistir ao Ciro no RIVAL, estaremos nos dias 02 e 03 de setembro é só me avisar,... já esta convidada.

denise rangel disse...

Gloria,
Tenho um sobrinho bipolar e estou muito curiosa para ver seu trabalho no ar. Tenho certeza de que será esclarecedor e trará á tona muita reflexão sobre como lidar com essas pessoas especiais.
beijo, menina

Anônimo disse...

Oi Glória se vc quiser a foto do pessoal da banda, eu tenho..é bom colocar no seu blog pra o pessoal ver, é só vc me manda o e-mail pra este endereço augusto.fonseca_quality@tvglobo.com.br..adorei o nosso workshop ..bjs
Ah não aceita por favor.

Guto

Vivi disse...

Oi Glória,
adorei saber, que em sua nova novela abordará as doenças mentais e principalmente que será construída com relatos que você foi buscar nos centros de Saúde Mental, como usuária percebo que não apenas meu conceito sobre doença mental ou sofrimento mental era totalmente estigmatizado,como acredito que ainda haja muitas pessoas que se recusam a se tratar, justamente pelo seu próprio pré-conceito, talvez pela cultura ou crença.
Espero que esta novela abra uma fresta para a adesão ao tratamento, que particularmente melhorou minha vida.

Mariana disse...

Oi!
Zézé Motta também canta divinamente! Mas são muitos os actores brasileiros com excelentes dotes musicais!

Também serão as mulheres, os pobres, as pessoas de meia e terceira idades, representados?

Pessoas à quem uma doença mental roubou décadas de suas vidas. Que foram sujeitos à métodos muito rudimentares. E hoje, vivendo algum tipo de melhoria procuram os filhos, só que os filhos não lhes conhecem e também não os conseguem perdoar pelo abandono, mesmo sabendo que a culpa foi da doença, porque também eles sofreram, sofreram muito com a ausência dos pais e com o temor de também virem a ter o mesmo problema destes.
Muitos lutaram tanto contra o reflexo dos pais que hoje não os conseguem voltar a olhá-los, e talvez tenham até medo de ter os seus próprios filhos, ou mesmo de amar. Medo de serem "rejeitados" de novo!

Adeus!

Profª Sandra Bose disse...

So por curiosidade, gostaria que vc soubesse que o dia 22 de Outubro eh o Dia do Protesto Mundial Contra o Uso do Eletrochoque. Infelizmente ainda sendo utilizado em certos lugares do mundo.