sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Sessão Nostalgia

olhem que preciosidade: 1966. Nessa noite, Jair Rodrigues dividiu o primeiro prêmio com A Banda.

4 comentários:

Mar disse...

Olá!

Não sei se tem a ver dizer isso, mas lá vai: a responsabilidade de quem cria e fornece sonhos a uma multidão, tem que saber dar conta, também, da qualidade do acordar, de quando a multidão sai do sonho da novela, por exemplo.
"As visões que fui sonhando,
As visões se clareando,
Até que um dia acordei...~"

Mas, logo em seguida, vem o afastamento:
"Então não pude seguir
Valente lugar-tenente,
E dono de gado e gente.."

Esta música é bela e forte, e postada aqui, dá o que pensar.

Mas, afinal, é "só" uma música...

Namaste

Juliana disse...

Gloria, queremos agradecer a voce por esta viagem cultural que caminho das índias nos proporcionou. Voce acertou na necessidade que nossos olhos, ouvidos e emoções precisam...estoria,cultura, amor e novidades!!! parabens! Por favor repita em breve este maravilhoso presente a população.

Gy Camargo disse...

Eu não era nascida, mas lembro desse festival, pois na década de 70, quando não havia essa efervescência de programas variados, reprisavam.
Esse foi um dos motivos que me levaram a amar música.
Quanto ao Jair Rodrigues, que voz maravilhosa...interpretação impressionante e um vozerão com 70 anos!!!
Preciso ir dormir.
Bjks,
Gy

Artes da Marga disse...

Glória!
Eu tinha 10 anos e me lembro. Da nossa geração não há quem não se lembre pq o rádio era soberano e todos tinham um em casa ligado o dia todo. O público ia elegante assistir, muito legal.
beijo
Margarida