quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Fantástico!

Vejam o que recebi. O mail não exagera. Vale a pena mesmo conferir:

Inacreditável essa apresentação de uma ucraniana de 24 anos chamada Kseniya Simonova, há alguns meses, no “Ukraine’s Got Talent”. A jovem impressionou e levou às lágrimas toda a platéia ao elaborar uma série de desenhos feitos em uma mesa de areia iluminada, mostrando como as pessoas de seu país foram afetadas pela invasão alemã durante a Segunda Guerra Mundial.
.


6 comentários:

LENORE disse...

olá!!!
ÌNCRÍVEL O POTENCIAL DO SER HUMANO!!!
iNCRÍVEL COMO A DOR PODE SER O COMBUSTÍVEL PARA A CRIAÇÃO.
COLOQUEI NO ORKUT, COM O SEGUINTE:
ISTO, NUNCA MAIS, EM 2010, 2020, 2500, 3000, 4000, 5000....!!!
BJ, MARAVILHOSO 2010!!!
LENORE

nei carlos disse...

Olá amiga Gloria Perez para mim foi uma grande sacada sua ter abordado o tema da saude mental na sua brilhante novela. pois, tambem sofro de transtornos da ansiedade Generalizada e TOC só que agora que o pico da crise passou estou louco para retornar ao trabalho e produzir só que ainda encontro a discriminação na empresa que trabalho e o que mais dificulta o tratamento é a desinformação os gestores tem um conceito já inraigado na mente que quem sofre disturbios não tem direito a trabalhar merece ficar afastado. ue ideia burra pois só preciso tomar 01 antidepressivo e fazer a dosagem certa para que tudo saia bem. Na sua proxima Novela vc poderia tocar novamente no assunto pois ainda é muito importante. Gostaria que meus gestores recebessem uma aula sobre... e que ao retornar ao trabalho eles já tenham deixado para lá o preconceito.

Anônimo disse...

Oi Glória, moro em Fortaleza e gostaria muito de poder se possivel, mandar uma sinopse para você ler, sem compromisso, a idéia é ótima quem sabe gostaria de usar em uma próxima novelam sua.Sou seu fã, fico admirado com suas idéias e com sua capacidade de escrever uma obra desta grandeza sozinha, sou formado em história e gostaria muito de poder ter uma oportunidade de alguém ao menos ler meu trabalho.Imagino que deva receber esse tipo de comentário aos montes,mas se tivesse uma opinião do porte da sua ficaria mais seguro.
Um grande abraço e parabéns pela FORÇA.
alessandrohack@hotmail.com

laysa disse...

Olá, Meu nome é Laysa Carolina machado, tenho 38 anos,nasci em Entre rios, distrito de Guarapuava. Sou professora de história, tenho ascendência de índios kaingang( lado materno) e remanescentes quilombolas do Pinhão-PR(lado paterno), por isso sou uma guerreira nata.
Sou concursada no estado e diretora auxiliar de um colégio estadual chamado chico mendes, bairro são marcos, são josé dos pinhais, que atende aproximadamente 1600, fundamental e médio.Colégio este que tem vários programas a nível: municipal: Atitude! Veriador mirim, Estadual: Viva escola-mais educação, Celem, Escola Aberta.Vila da cidadania.Federal: mais educação! além de implantar ensino em bloco e ano que vem Ensino Médio Inovador! Mas para chegar a direção, fui eleita ano passado 88% de votos de alunos, pais.Foi um longo e árduo caminho. Recentemente foi ao ar o meu depoimento pra novela viver a vida! Depois disso gravei matérias para a ric tv, rpc, tv educativa...
Eu na infância, sofri muito, pois sou filha de pais analfabetos, pobres.Meu pai era esquisofrênico e alólatra maltratavaa mim, minha mãe, minha irmã e meu irmão menor. Minha irmã ainda era vítima dos assédios dele e eu como era mais velha protegia ela do meu pai.
Minha mãe submissa e doente ficou grávida aos 33 anos e meu pai a torturava todos os dias com o intuito de matá-la.As torturas eram psicológicas, porém um dia ele chegou alcolizado e empurou-a em cima de um fogão de lenha quente, ela teve queimaduras em várias partes do corpo.Minha mãe ficou doente com isuficiencias renal, e várias vezes ia fazer hemodiálise no hospital Santa Teresa.Lembro-me que quando ela estava bem doente meu pai aunciou para todos da vila onde morávamos que ela havia falecido, eu encontrei uma roupa que ela havia comprado para usar no dia do velório dela mesmo minha mãe ainda viva.
Ela faleceu com 35 anos. Passei fome várias vezes, trabalhei com 7 anos de idade de bóia fria ou juntando batatinha em guarapuava(às vezes com fome, pois não tinha nada pra comer). dos 7 aos 13 anos de minha vida eu juntava lixo, restos de comidas estragadas de um supermercado pra me alimentar e alimentar minha família! Morava num barraco de lona, num lugar conhecido na época como " a vila dos brasileiros" uma região de banhado, muito pobre!!!
foi discriminada na escola ,sofri bulling.Quando minha mãe morreu foi ajudada por um padre alemão chamado Padre Julius Muller Dimller, que me ajudou dando estudos, sempre estudei.Também sempre fui discriminada. Quando tinha 16 anos minha vida começara a mudar pois eu consegui um emprego numa rádio educativa como operadora de som, trabalhei lá por 11 anos, aprendi muito!!! Me formei em História em 1995, fiz pos gradução em teoria do conhecimento histórico, começei uma outra faculdade de Letras anglo não conclui!!! Em 1999 perdi o emprego num colégio em Guarapuava, sem nada novamente, comprei um cortador de grama e cortava grama nas casas das pessoas por R$ 10,00 ,até que um dia fui cortar grama na casa de uma ex aluna que me viu e começou a chorar.Ela me disse:" Como as pessoas podem fazer isso com você um exemplo na educação", foi aí que decidi mudar e recomeçar,reinventar, renascer como a fenix.
Fui embora pra são josé dos pinhais.No governo atual eu prestei dois concursos em 2004 e 2007.Recentemente iniciei um curso de interpretação para TV com o diretor do vídeo-show Alexandre Lannes em Curitiba.Breve estarei trabalhando na TV.
Sempre fui sonhadora e mesmo passando todas as agruras da vida tinha esperança do que queria e onde iria chegar.
O que eu quero é passar para meu alunos que estão em situação de risco como eu tive um dia é: " não entre no mundo das drogas,crime prostituição ,etc. O caminho do bem é o mais difícil sim ,mas também o único caminho que te leva ao exercício pleno de cidadania!!!
Desejo muito contar minha história neste conceituado veículo de comunicação no qual tenho muito

arvore disse...

perfeito,que lindo-thiago ribeiro joao pessoa paraiba

Bruna disse...

Chorei...