sábado, 12 de dezembro de 2009

A música da Norminha

No prêmio EXTRA, com o entusiasmo e a vibração do público cantando a música da Norminha quando o Calcinha Preta subiu ao palco para receber seu prêmio, choveram as perguntas: como é que vocês chegaram a essa música? foi composta de encomenda para a novela?

Não, não foi, mas nem sob encomenda seria mais perfeita.

Pra mim a música é essencial. Quando imagino as personagens, já no ato de escrever a sinopse, elejo uma música para cada uma delas (que necessariamente não é a da trilha), e escrevo os capítulos ouvindo meu IPOD.

Norminha era uma dessas personagens que exigem uma música especial: os temas musicais tem sempre uma função dramatúrgica, em certos casos, maior. Norminha fazia parte desse rol.

Queria uma música que expressasse o que eu imaginava que ela fosse. Corri lojas de discos e nada. Então saí catando na internet, pesquisei durante dias, até me deparar, no You Tube, com o "Você não vale nada mas eu gosto de você" Na mosca. Vestia como uma luva.

Levei para o Mariozinho Rocha, que adorou, e escolheu o grupo Calcinha Preta para gravar.

As infinitas possibilidades da internet...!

11 comentários:

www.blogdolalo.com.br disse...

Realmente não existiria música mais adequada. Além do talento acredido que deve haver o fator sorte também. Parabéns Glória.

Caminhos do Turismo pelo Turismólogo disse...

As músicas sao tão importantes quanto o elenco. Disperta nossos sentimentos, é a alma da novela.Parabéns!
Eliane

Danielli disse...

Glória...

Quando precisar de músicas neste estilo, é só consultar a prateleira de forró! O CE é o maior importador do estilo. O Mastruz com Leite tem uns forrós antigos maravilhosos. Letras leves, mas muito bem boladas.
A nova safra também é boa. Abraços e sucesso!

Almir disse...

Estou com saudades da Norminha.

dea disse...

Realmente esta música foi perfeita,para a personagem vc como sempre brilhando sucesso sempre
bjsssss

Nanda disse...

Adorei teu comentário Gloria, especialmente por nos relatar como é feita a escolha. E é um dom divino, porque incrivelmente não só a música da Norminha, mas todas as outras, casaram de modo perfeito com os personagens.Quanto à internet, assino embaixo, depois ainda questionam como consigo ficar 20 horas sentada em frente ao micro (risos). Quem sabe bem usar essa ferramenta é um vencedor!

analusarno disse...

http://www.fernandoholz.com -entre neste site,ouça essa voz maravilhosa,é um talento brasileiro que vive Boston-EUA
bom para trilha sonora...vale a pena conferir...
bjo

Marcos Dhotta disse...

... Esta música foi perfeita mes-mo!!! A Norminha pra mim foi um misto de alguns personagens rodrigueanos... E o Abel só faltou dizer: Perdoa-me por me traíres. Bjos

imperadoramarelo disse...

OLA,

SENHORITA GLORIA PEREZ,

QUERO DE PEDIR PARA FAZER MAIS NOVELAS OU SERIADO FALANDO SOBRE DOENÇAS MENTAIS. COMO SÃO E COMO CONVIVER COM ELAS E CUIDADOS COM AS PESSOAS QUE A POSSUEM.

MUITO OBRIGA - TRABALHE MAIS NESTE DRAMA SOBRE DOENÇAS MENTA

Amandette disse...

Oi, Glória...

Sei que o post não tem a ver com o meu comentário, mas senti que precisava vir aqui para deixar um recado a você.
Eu tô passando por um momento muito delicado. Acabo de saber que minha mãe está com um Linfoma. Está muito difícil pra nós e pra ela. Mas hoje, tentando animá-la, me peguei em seu exemplo.
Obrigada, Gloria.

Fique com Deus.

Beijo com carinho,


Amanda Souza.

Paulo Roberto Saliba disse...

Gloria Peres,
Sou seu admirador incondicional. Tenho 58 anos,casado, 2 filhas e estou convalescendo de um transplante de medula óssea,decorrente de uma Leucemia.
Sou professor universitário aposentado por invalidez física.
O meu transplante ocorreu a quase 4anos,mas diferente dos "transplantes de televisão", fiquei com muitas sequelas e dores constantes que variam apenas de intensidade (suportavel ou insuportável).Sempre gostei de escrever.Sou leitor de autores consagrados da literatura universal. Meu autor preferido é o mestre dos textos curtos e dramaturgo russo Anton Tchecov.
Gostaria de ocupar meu tempo colaborando com textos de novela.Para isto ser viável preciso de uma professora como voce.Colocar dentro da forma adequada um texto de novela exige que eu tenha um exemplo de um capítulo escrito com técnica novelística.
Se não for incomodo gostaria de receber um texto de exemplo e me coloco a disposiçao para enviar textos para serem julgados como adequados, inadequados ou lixo.

Com admiração, respeito e vontade de ser produtivo, apesar da invalidez,envio esta mensagem

Paulo Roberto Saliba
psaliba@uol.com.br