quinta-feira, 4 de março de 2010

Vem aí...




BULLYNG -mentes perigosas nas escolas, o novo livro da Ana Beatriz Barbosa.

É mais do que urgente tratar desse fenômeno que vem atormentando, e destruindo até, as vidas de muitas crianças e adolescentes pelo mundo todo!

Ana Beatriz, como sempre, atualíssima!

30 comentários:

Socorrinha disse...

meu sonho é assistir uma palestra dela!!
ai ai ai
risos
bjks

Nádia disse...

Hoje um menino de 12 anos se suicidou aqui em Portugal. O motivo foi esse mesmo... o menino vinha sofrendo há vários meses sem que a escola tivesse feito algo. Os pedidos dos pais foram ignorados e hoje tudo terminou pelo pior :( Muito importante esse tema, é preciso informar a sociedade dos seus perigos!

Liz disse...

Ola Gloria
Li o primeiro livro dela "Mentes Perigosas" - a respeito dos psicopatas - e AMEI. Sou educadora e quando conclui a leitura fiquei com a sensação de que esse livro deveria fazer parte da bibliografia para ingresso em concurso público de professor, delegado, promotor, juiz etc.
Com certeza vou ler o segundo.
Obrigada pela dica.
Elizabeth

Fabiane Vasconcellos Dalaneze disse...

Estava mais que na hora mesmo !
Eu fui vítima durante anos ,até hoje faço terapia e ficam sempre aquelas risadinhas ,e olhares na minha mente quando vou a primeira vez p uma faculdade...é muito difícil superar !Mas ta superado

Cláudio J. Gontijo disse...

Glória.

Fui professor da Rede Municipal da Pref. de Belo Horizonte/MG durante 15 anos. Vi alunos serem profundamente prejudicados em sua alto estima. Talvez marcados pelo resto da sua existência.

Gostaria que visitasse nossa página VERDE VIDA, com o propósito principal da causa ambiental. http://www.vervida.blogspot.com
Seu apoio pode ampliar nossos objetivos preservacionistas.

Que DEUS os ilumine!

Anônimo disse...

Quero saber quando este livro sai pra eu poder comprar,meu filho e bullyed na escola que ele esta por um garoto da classe dele,outro dia tive que conversar com a mae dele pra ver se resolvia alguma coisa,e muito chato isso pois voce fica preocupada com o que esta acontecendo na escola,isso e umas das coisas mais comuns que acontecem por aqui, mas ainda se tem muito o que fazer.Sandra McPherson

Solange disse...

O primeiro livro da Ana Beatriz foi o Mentes Inquietas sobre Hiperatividade (TDAH). Foi relançado recentemente e sempre foi um sucesso! Ele é maravilhoso para pais, professores, leigos e profissionais de diversas áreas. Quem conhece crianças e adultos distraídos e super agitados não pode perder esse livro.
Mentes Perigosas é fantástico também. Há outros mais (ela já escreveu 6 livros) todos ótimos. Ela escreve de forma muito fácil de entender.
Esse novo sobre o bullying deve vir arrebentando. Acompanho o trabalho da psiquiatra há um tempão.
Valeu Glória! Informação acima de tudo.
Fica com Deus!
Solange

Edson disse...

É mesmo!Tem muito bullyng acontecendo pela falta de conhecimento do Brasil pelo próprio país!Nordestinos sendo rotulados de paraíbas aí no RJ e de baianos lá em SP!GEnte é o mesmo país!Somos todos brasileiros!Discriminação geográfica é crime!Glória e como vc adoraría provar sorvetes com sabores da Amazônia,vai a dica!Fica aí pertinho:OLÁ, MUITO PRAZER. SOU A PRIMEIRA AMAZON STORE DO MUNDO, QUE ESTÁ NASCENDO NO MELHOR LUGAR DO PLANETA:
IPANEMA, NA PRIVILEGIADA ESQUINA DA TEIXEIRA DE MELO COM PRUDENTE DE MORAIS(PRAÇA GENERAL OSÓRIO).

CONTATO 21 7866 6848 21 7866 6848
RIO DE JANEIRO E TODAS AS DA AMAZÔNIA, RJ E AMAZÔNIA
Brasil

Anônimo disse...

Namastê, Glória!

Que "inveja" dos nossos hermanos... vi hj o promo internacional de "India una historia de amor" na Teletica, canal de tv da Costa Rica, eles fizeram uma página tao lindinha pra divulgar a novela, uma graça mesmo! Queria poder rever Caminho das Indias em espanhol e confesso que estou curiosa pra saber como a TV Globo editou e transformou 203 em 160 capítulos....
Ah, leia essa crítica http://www.nacion.com/2010-03-05/Entretenimiento/OtrasNoticias/Entretenimiento2272495.aspx
maravilha, não é?

E qto ao post, é muito bom podermos obter mais informações sobre esse tema tão pouco debatido de forma mais profunda, obrigada pela dica!

Abraços,
Patricia (AP)

Odele Souza disse...

Um tema muito importante que vai informar e conscientizar muitas pessoas desse perigo.

Beijos.

Anônimo disse...

Oi, Glória, meu assunto não é o bullyng (certamente lamentável)...
Me desculpe, mas estou atormentada por perguntas.
Me formei em História e Jornalismo, mas quero escrever novelas!
O que faz com que uma pessoa na metade da vida possa tomar o rumo da dramaturgia? Como ela (eu) pode vir a ser autora de novelas? Como se faz para colaborar com os autores? Qual o caminho para ser profissional? Eu sei que vc escreve sozinha (ou escrevia), mas a Janete tb escrevia e um dia ela precisou de vc. Vc precisa de uma colaboradora? Sabe de quem precisa? Fiz cursos de roteiro, mas quero escrever pra tevê. Você pode me dizer?
Ass.: Vocação Aprisionada

Carl disse...

É um assunto seríissimo!!!

Anônimo disse...

Glória fico bestificado com tantos bullyngs terrestres a nível nacional,tipo:os amazônidas das cidades da Amaxônia são taxados de "índios",os nordestinos,pejorativamente de "Paraíbas" aí no Rio e lá em SP,o povo da Amazônia de "caras-pálida" e os do Nordeste,de "baianos".Isto acontece muito no Brasil!Discriminação de procedência geográfica é crime!Vamos denuncíar!

Anônimo disse...

Oi Glória!
Só depois de adulta fiquei sabendo que isso tinha um nome. Vou te confessar uma coisa. Não sofri bullyng qd criança, pq bastava um olhar atravessado e eu já descia o braço sem dó, tamanha era a raiva. Tenho um grande amigo hj que diz ter apanhado muito de mim qd criança na escola rsrsrsrs A escola nunca puniu quem mexia comigo e tb nunca me puniu por eu revidar pq ela nunca viu. Mas acho que as consequências se evidenciam hj depois de adulta. Se magoada me fecho sem defender-me. Será um reflexo do bullyng?
Gostaria de ler esse livro.

Um abraço da fã
Margarida
artesdamarga.blogspot.com

Anônimo disse...

Realmente es un asunto preocupante. Soy docente y veo que año a año el fenómeno se multiplica. Creo que a veces se carga a los centros docentes de mayor responsabilidad de la que les cabe. Digo esto teniendo en cuenta que las leyes no protegen a los profesores y sí a los infractores. Tanto, que en oportunidades los mismos profesores son las víctimas.
Parece que hasta la princesa de ocho años de Japón ha sufrido este asedio, que también es práctica corriente en los centros de educación secundaria y en la universidad.
Es una práctica deplorable, digna de una sociedad decadente. ¿Cuándo será que la cordura formará parte de la legislación?

Anônimo disse...

Essa psiquiatra é um luxo só! Li o livro Mentes Perigosas, em função da novela Caminho das Índias. Não resisti e acabei comprando outros livros dela. Mentes Inquietas é demais também, me identifiquei com o TDA.
Estou ansiosa pra ler o Bullying - mentes perigosas nas escolas. Que tema atual, heim Glória? Lembro quando ela apareceu na sua novela falando sobre o assunto. Adorei isso.
Descobri o youtube dela, pra quem quiser visitar, vale a pena. As entrevistas são ótimas e ela descomplica assuntos que outros médicos dão uma volta enorme para falar: www.youtube.com.br/anabeatrizbsilva
Glória, um abração.

Anônimo disse...

Obaaaaaaaaaaaaaaaaa !!! Novo livro da doutora.
Boa dica, Glória.

Fabiano Figueiredo disse...

Espreo que seja um livro bom e bem vendido. Acho que ela tem um conhecimento empírico do assunto, já que ela é portadora de DDA(déficit de atenção) e pessoas com esse distúrbio costumam sofrer muito bullyng quando crianças e adolescentes. Isso não desmerece o livro dela. Muito pelo contrário.

Leticia disse...

Olá acho muito bonito os seus trabalhos... Olha gostaria que você visitasse o meu blog, se quiser é claro, depois me diz o que achou. Beijos
Blog: http://les-fly.blogspot.com/

Luciana Chammis disse...

A Beatriz é demais!
Eu tenho um filho TDAH e quando li "Mentes inquietas" foi maravilhoso pra mim, aprendi muito, com vários relatos do livro!
Vou ler esse aí tb!

Obrigado pela dica.
Beijos

Leu disse...

Oi, Glória! Ontem a SIC mostrou um programa (Grande Reportagem SIC "Medo na escola") a respeito disso: http://sic.sapo.pt/programasInformacao/scripts/videoplayer.aspx?ch=reportagem%20sic&videoId={29D5BA3B-7C57-40C2-BE6E-35E267BA6F35}
Confesso ter chorado ao assistir os relatos das vítimas desse crime perverso que é o bullying.

Daniela Garrido disse...

Oi Glória, tudo bem?
Este problema sempre existiu nas escolas e, felizmente, apareceu alguém como a Ana Beatriz para abordá-lo de forma didática, como ela fez com o livro 'Mentes perigosas'.
Eu mesma fui uma vítimaa disso quando eu estava no Ensino Fundamental.
Mas, graças a Deus superei tudo, faz parte do passado.
Eu aprendi que problemas como esse servem de de aprendizado na vida da gente.
Vítimas de bullyng é que não falta pelo Brasil e pelo mundo.
Haja ignorância, falta de desrespeito, empatia pelo próximo.
Feliz idéia a da Ana Beatriz em lançar este livro. Tomara que faça tanto sucesso quanto 'Mentes perigosas'.
Bjs

Anônimo disse...

Olá Glória,
admiro muito suas novelas e os temas polêmicos que você aborda. São canais para mostrar assuntos desconfortáveis que muitas vezes a sociedade coloca debaixo dos panos, de tanto que incomoda. Um tema, que se vc me permite, gostaria de sugerir para ser abordado, é o da rejeitção materna, quando a mãe não ama a filha, e, muito pelo contrário, tenta reprimir o ódio para não se mostrar feia para a sociedade - e para si mesma. Mas, quem é e foi sempre rejeitado - depois de ter conseguido descobrir que as atitudes da mãe não são um problema do filho, mas da própria mãe que o rejeita - consegue sentir essa rejeição. Ela é quase palpável. Eu vivi esse tipo de rejeição e demorei muito para descobri-la. Foi com muita análise, leitura, reflexão e ... sofrimento ... que acabou me levando a aceitar a rejeição - não concordar, mas entender que eu nada poderia e não posso fazer. Como diz Erich Fromm, a mãe que ama o filho, ama porque é seu filho. Entretanto, a mãe que não o ama, não há nada que o filho possa fazer para que ela o ame. Ela não conseguirá amá-lo.
Eu acho o tema interessante porque a rejeição materna envolve manipulação - percebi que não era interessante que eu, como rejeitada, descobrisse que era rejeitada - e espalhasse meu sentimento para os outros - então houve um certo acobertamento das pessoas mais próximas, interessadas em manter o padrão da família, e, também porque envolvia dinheiro e poder - para que eu sempre fôsse vista como sendo o problema, a problemática, e a mãe sempre, na sua bondade, tentando consertar a filha, isso tudo vinculado a um clima de medo, à religião católica, em que a mãe é vista quase como uma extensão de Nossa Senhora, e a filha, que não é amada, como sendo aquela que não mereceu a benção por ter feito algo errado, que ela não sabe o quê, mas que no fundo é a própria rejeição que está sendo encoberta.
Acho o tema interessante porque geralmente o não amor materno nunca é abordado. Ele é visto como um "default".

Anônimo disse...

BULLYNG, sofri na minha infância. Felizmente consegui lidar com isso sozinha, não contava para meus pais, pois achava q eles ficariam muito tristes de saber q a filha deles era chamada de ZEBU, de FEIA, de HORROROSA, todos os dias na sala de aula, na frente de todo mundo. nas reuniões dançantes me sacaneavam, tirando para dançar e depois me davam a vassoura, mas eu dançava com ela até a festa acabar se fosse necessário. Vc nunca pode mostrar que aquilo te machuca, pois é assim que "eles" sentem prazer. outra vez fiquei muito feliz pois ganhei um chiclete de um dos meninos bonitos da sala, mas qdo coloquei na boca senti pimenta pura na minha boca. disfarcei eqto eles riam de mim, perguntando se eu nao estava sentindo algo. aquela foi a minha primeira experiência com pimenta e a minha preferida hj é a malagueta!! eu era muito magra, meu cabelo cacheado era cortado pois não deixava minha mãe me pentear, pois cabelo crespo dói para pentear. Felizmente cresci, meu corpo apareceu e me tornei uma mulher bonita e interessante. O destino me botou na frente de um deles um dia e tive a oportunidade de dar outro significado para tudo isso. saí por cima! espero que ele nunca tenha esquecido!
Bem, este tema é muito importante, deveria ser tema nas novelas. as diferenças devem ser valorizadas e vamos lembrar que tudo muda, o tempo passa, todo mundo muda. Hj sou advogada e luto pela proteção dos direitos humanos (crianças, deficientes, idosos, etc).
Um abraço!
www.julianagoulart.blogspot.com

FABIANO GUIMARÃES disse...

Estou ansioso para ler mais um livro dessa grandiosa autora. E este com um interesse bem mais particular, já que fui vitima de Bullying quando criança e estou escrevendo um romance sobre este tema e as dificuldades de relacionamentos que as vitimas deste fenômeno sofrem durante toda a vida.

Damiana Sheron disse...

Li o livro mentes perigosas,gostei muito e fiquei muito triste e chateada com alguns depoimentos desse psicopata em ter detalhes sobre a morte da Dany que até no momento ñ tinha conhecimento fiquei chocada esse monstro ñ merece estar solto entre nós ter que,engoli a inpunidade se fosse em outro país ele nem estava vivo.Eu como fã da Daniella é horror vêr esse assassino na mídia rindo como um verdadeiro psicopata é sinito e mentiroso é uma agressão aos meus olhos e ao meu coração.E uma falta de compaixão da parte do apresentador,em rever esse horror ´fazer a família sofrer e os fãs reviver essa dor que estar ate hoje na mente e no coração de todos.Me doeu muito e fiquei muito revoltada com tudo imagino a senhora meus Deus é lamentável a pessoa para ter audiência passar por cima da dor de uma mâe para mim ele ñ merece meu respeito e de muitos fâs que ama a Dany como eu... bjs Glória sempre vou te apoiar e te admirar

Anônimo disse...

Todos unidos para liquidar com o BULLYNG nas escolas.

Palewa disse...

Normalmente o líder que influencia os outros a praticar Bullyng tem personalidade psicopática. Esse tipo de assunto tinha que ser mais divulgado, muita gente não acredita ainda que tem criaturas que são muito más porque são desprovidas de sentimetos humanos. É preciso entender que a maneira de ser do psicopata é algo ruim para nós, mas que para eles é algo perfeitamente normal e aceitável. Infelizmente ainda não tem cura para psicopatia... é um assunto extremamente importante e chocante. Mas ainda assim prefiro acreditar na inocência, no ser humano, na força das boas ações e pensamentos, e que ainda haverá avanços para mudar essa realidade do psicopata. Creio que uma educação deficiente também contribui muito para gerar pessoas habituadas a fazer maldades, sem serem psicopatas necessariamente. É tudo muito complexo quando se estuda a mente...

Policial disse...

Também já fui vítima de Bullying na minha época escolar, sofri muito com isso e não contava para ninguém... lembro que fiquei bem retraída e intimidada. Quando reagia as consequências eram piores, pegavam muito mais no meu pé. Infelizmente, é algo muito comum ainda. Casos, de vez em quando, são citados nos noticiários... o ser humano é mesmo muito cheio de falhas!

luciane trevejo disse...

TRABALHEI NUMA ESCOLA EM QUE UMA CRIANÇA, POUCO MAIS DE 7 ANOS, TINHA, CLARAMENTE UMA MENTE DOENTIA. DESENHAVA CENAS DE CRIMES, SANGUE, SÓ PROFERIA PALAVRAS DE MORTE, ERA EXTREMAMENTE AGRESSIVO E AO SER ENCAMINHADO AOS PSICOLÓGOS, E POSTERIORMENTE A PSIQUIATRAS, NEUROLOGISTAS ETC, FOI CONSTATADO QUE SE TRATAVA DE UM PSICOPATA EM POTENCIAL. AOS OLHOS DOS MAIS DESATENTOS, TRATAVA-SE APENAS DE UM "LÍDER" , COMO ESTÁ TÃO NA MODA FALAR. ESSE LÍDER, VAI SER O CABEÇA DOS BULLYINGS E POSTERIORMENTE, O SERIAL KILLER, EXTERMINADOR NAO SO DE VIDAS, MAS DA ALEGRIA DE TANTAS FAMILIAS MARCADAS PELA VIOLENCIA.
AÍ, VAI PRA CADEIA, FICA COMENDO E BEBENDO A NOSSAS CUSTAS POR 5 ANOS, SE MUITO, 6, E DEPOIS VIRA PASTOR E DÁ ENTREVISTA DIZENDO: "EU ESTAVA TRISTE, CABISBAIXO, PQ CUSPIRAM NA MINHA CARA NUM SHOPPING, E O MEU PASTOR ME DISSE: FILHO, SE VC ESTÁ TRISTE, É SINAL QUE VC ESTÁ VIVO! GLÓÓÓÓÓRIA A DEUS, PQ ELE É BOM! " SIM, PSICOPATAS GERALMENTE PERMANECEM VIVOS. DIFERENTE É O DESTINO DE SUAS VÍTIMAS.