quarta-feira, 28 de novembro de 2007

ainda o caso da menina do Pará

Nessa história, quanto mais as autoridades locais se pronunciam, mais feia a coisa fica! Ontem foi a vez do delegado-Geral do Pará, Antonio Benalussy, dizer que a menina presa numa cela com 20 homens devia ser débil mental, porque não disse que era menor no momento da prisão!

Deduz-se que, para o delegado,  se fosse maior, tudo bem!  

Enquanto a autoridade policial atribui a culpa das violências sofridas à debilidade mental da vítima, o bispo dom Flavio Jovenalli não deixa por menos: acusa a família da menina. Para ele, os maiores responsáveis pelos abusos e torturas a que foi submetida a menor, são os pais, o descaso dos pais que, segundo afirma, nem foram à delegacia no período em que a filha esteve lá.

Dom Flavio pelo visto foi, porque há 10 anos acompanha a situação de adolescentes e mulheres no sistema carcerário do Pará. Se durante o mês em que a menina ficou presa não visitou esta delegacia, certamente, ao longo desses 10 anos, viu mulheres maiores de idade em situação semelhante: hoje mesmo apareceu outra no noticiário, contando que foi encarcerada numa cela com 40 homens, e que sofreu, também, toda sorte de abusos e violências.  A própria governadora admite que essa é uma prática comum no seu estado.

Quer dizer: o bispo também sabia!!!  e nem achou que era o caso de botar a boca no mundo!

leia mais no Globo online

9 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia Gloria,esse caso do Para e um absurdo, e o pior e como voce falou que cada autoridade que se pronuncia piora a situação e fica mais provado que o valor humano nao existe nesse caso, infelizmente ate as autoridades da igreja querem jogar a culpa em quem não tem nada a ver com isso,Gloria amo meu brasil, mas tem hora que me da vergonha da sujeirada que anda nossa justiça, um brasil que so os bandidos tem chance, e nos trabalhadores ficamos como, desamparado e humilhado diante disso tudo...Gloria fica com DEUS. abraços. EDSON.

Leila disse...

Glória, a isto se chama sistema penitenciário falido, igreja falida e governo coninvente. E a sociedade? Bem, a sociedade é parva, ou por desconhecimento ou por descaso.
Leila Jalul

CARLOS CASTELLO BRANCO disse...

Eu acredito que nao necessitava nem da garota dizer que era de menor ou nao! Por que o mais correto em casos de que uma garota é presa , ou mantida por autoridades locais deste estado é de que nenhuma mulher va a cadeia em que sejam misturadas com homens, eu tinha uma concepçao de que isso era separado, fiquei chocado com essa notícia. Agora qual é o caso que eu conheço de que se você disser a um policial que é de menor ou nao , se você é ladrao ou nao, se você fez ou nao , se eles sempre abusaram dos direitos de expressao de pessoas que tem ou nao dinheiro usando o abuso de autoridade como eles fazem e sempre fizeram... Acredito que daria igual ela falar ou nao , eles tao pouco sao retardados pra emxergarem isso , isso que fazem neste estado é a mais pura maldade. Estamos cansados de saber que em nosso país, pobre nao tem voz, principalmente pessoas que nao tem acesso a informacao e se limitam em suas condicoes de vida. Agora outra questao , quem vai saber se essa garota tambem nao foi violada tambem por policiais??? Eu sendo imigrante ilegal na Espanha ja fui preso por estar ilegal e fui muito humilhado acredito que policia boa nao existe , quando se cai na mao de "autoridades" que nao sabem o seu lugar e o lugar das pessoas que estao sendo submetidas a casos como este e o meu por exemplo , sofremos ma sorte e passamos por situacoes constrangedoras formando uma opniao as vezes erronea por uma pequena parte que é honesta , mas também dizendo a verdade de 80% que sao de corruptos e senvergonhas. Beijos Gloria....

Flávia disse...

Sabe Glória, essa história se resume assim: A culpa nunca é minha, sempre dos outros. Isso é que me cansa no ser humano.
Pouca gente se comove e faz alguma coisa pelo outro.
Beijos

Cássia Valéria disse...

Glória,
E sabe o que nos indigna mais ainda, Nada vai ocorrer! Exatamente, todos sabiam, fazem cara de paisagem e nada vai acontecer.
É...pois é.
Beijos,
Val

Káryta disse...

Isso é um absurdo injustificável!
Quer dizer que MAIOR POOOOODE, DE MENOR NÃO PODE, desde que diga sua idade!
Tenha Santa paciência e muito me admira um padre, ser cumplice da barbaridade cometida aos longos desses anos, essa prática ANORMAL já se tornara NORMAL devido a conformidade do povo!
Isso é o que foi descoberto, imagine o que essa governadora ache normal esteja acontecendo por lá! Sinto pena!!! O ESTADO estava sendo conivente com a ação da polícia! Lamentável tudo isso!

Nessa disse...

concordo. um grande e triste absurdo tudo o que aconteceu (e acontece!!!) a essa menina e outras tantas mulheres... que a gente nem sabe.

Lealdade Feminina disse...

Aqui em Portugal tbm estamos indignadas com essa situação... de tudo que denunciamos todos os dias, desta vez eu(que sou brasileira) e minhas amigas ficamos ainda mais chocadas por ser um caso no Brasil, muito mais perto de nós do que outras barbaries igualmente repugnantes em outras culturas mais distantes... Desta vez foi no Brasil, um país ocidental, de língua portuguesa, e o pior de tudo de ser uma mulher a algoz que joga a outra no meio das feras... Nós mulheres precisamos de nos unir na Lealdade Feminina... só as mulheres se unindo as coisas vão mudar... Mulheres: Não somos rivais, SOMOS IGUAIS...

Noivinhos e Lembrancinhas de Biscuit disse...

Triste tudo isso que presencio cada vez mais percebo que o amor está se desfazendo dos corações dos
que se dizem humanos.Lamentável o que acontece em nosso país,as vezes tenho vergonha de ser brasileira,de ser humana,então devo confessar que espero que o Senhor Jesus venha logo,porque eu creio que esta falta de amor,de humanidade e de justiça é Falta de Deus,é isso que o homem precisa é de Deus.