quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

Ganesh: o deus da sorte e da prosperidade


O alegre e guloso lord Ganesh é um dos deuses mais queridos e populares do hinduísmo: abre os caminhos, afasta obstáculos, protege as casas, é o senhor do raciocínio prático, da inteligência, do aprendizado, do bom senso e da força.


O sucesso de qualquer emprendimento está associado a ele. Assim, sempre o invocam no início de eventos importante: uma viagem, um casamento, a construção de uma casa e, segundo li, quando se começa a escrever um livro ou até mesmo uma carta.


Toda casa indiana tem seu Ganesh pendurado na porta. E aqui mesmo, já o vi várias vezes, representado naquela fileira de elefantes com guizos que muita gente usa como decoração.


Ganesh nasceu só de sua mãe, Parvati, que era casada com Shiva. Reza a lenda que Shiva passava muito tempo meditando nas montanhas do Himalaia, e um dia, enquanto estava fora, Parvati moldou um filho, com a pasta que o marido usava para tomava banho. E deu-lhe vida.


Ganesh cresceu e sua mãe o mandava ficar tomando conta da porta, para que ninguém a surpreendesse enquanto se banhava. Um dia Shiva voltou, e Ganesh, que não o conhecia, barrou-lhe a passagem. Shiva lutou com ele e cortou-lhe a cabeça com seu tridente.


Parvati desesperou-se e exigiu que o marido lhe devolvesse o filho. Os comandados de Shiva recolheram o corpo do menino, mas ninguém conseguia achar a cabeça. Então, Shiva ordenou que lhe trouxessem a cabeça do primeiro ser vivo que encontrassem, na direção do norte.


Eles encontraram um elefante. Shiva botou a cabeça do elefante no corpo do menino e Ganesh voltou a viver.


Vejam a animação que toma conta dos indianos nas festas de lord Ganesh. É bonito ver como eles celebram seus deuses com alegria. As procissões coloridas ganham as ruas, as crianças tiram fotos abraçadas ao deus, o povo dança ao som dos tambores. Encontrei um video que mostra um pouco o geral dessa festa e posto aqui pra vocês:

26 comentários:

*Muito além da percepção mundana* disse...

Oi Gloria, consegui finalmente voltar a escrever aqui no blog, depois de tantas tentativas, vou escrever sobre o Krishna, que acho interessantíssimo, e achei alguns artigos maravilhosos, também queria escrever depois sobre as grandes mitologias da Índia, que são várias e cada uma mais interessante que a outra.



Krishna, "O Negro", é uma divindade de origem dravídica, onde seu nome denota sua cor. Os dravidas eram a população nativa da India à época da invasão ariana. Tinham a pele praticamente negra, cabelos negros e lisos, nariz e lábios finos e estatura mediana. Shri Krishna é, na mitologia hindu, a oitava encarnação de Vishnu. É provavelmente a divindade mais venerada em toda a India, suas lendas são conhecidas em todo o pais inspirando não só religiosos, mas também a literatura e as artes em geral. Segundo a tradição, ele nasceu em Mathura, filho de Devaki e do Príncipe Vasudeva. São inumeráveis as estórias de sua infância e adolescência, tinha sempre várias Gopis à sua volta, mas sua preferida era Radha, com quem aparece sempre nos desenhos e estátuas. Sua vida é exaustivamente descrita nos grandes livros da civilização indiana como: Mahabharata, Harivamsha, Bhagavata-purana, Vishnu-purana, Gitagovinda etc. No BhagavadGita (capítulo do Mahabharata) ele é o Conselheiro de Arjuna, é o texto mais famoso dentre todas as legendas de Krishna e a base dos estudos relacionados ao Karma Yoga, que por sua vez é o "pano de fundo" do Yoga Clássico.

O dia 15 de Agosto é o aniversário de Shri Krishna e também a comemoração da Independência da India.


OM NAMASTE

"Krishna uvacha"
(Krishna disse)
"É chamado de Sanyasin ou de Karma-yogui, aquele que realiza suas ações sem desejo pelos seus resultados. Aquele que abandona os rituais ou renuncia à vida, este não é um verdadeiro yogui. Ninguém se transforma num Karma-yogui sem fazer 'Sanyasa de samkalpa', ou seja, sem renunciar à expectativa quanto ao resultado de suas ações"
- BhagavadGita, Cap.VI-S.1 -



Sobre Shiva achei interesante demais que o desapego da mesma perante a vida e a morte é absolutamente aterrador. Ao beber o veneno kalakata, ele salva o Universo. Ao absorver em seu próprio organismo o veneno do mundo, ele redime a Humanidade. Entre outras coisas mais que colocarei em breve!




Um forte abraço!

Mara

*Muito além da percepção mundana* disse...

ALGUNS MITOS SOBRE SHIVA


Na tradição hindu, Shiva é o destruidor. Na verdade ele destrói para construir algo novo, assim, prefiro chamá-lo de "renovador" ou "transformador". Suas primeiras representações surgiram no neolítico (4.000 a.C.) na forma de Pashupati, o Senhor dos Animais. A criação do Yoga é atribuída a ele e o Yoga é uma prática que produz transformação física, mental e emocional, portanto, está intimamente ligado ao deus da transformação. Shiva é o deus supremo (Mahadeva), o pacífico (Shankara) e o benevolente, onde reside toda a alegria (Shambo ou Shambhu).

O TRISHULA

O tridente que aparece nas ilustrações de Shiva é o Trishula. É com essa arma que ele destrói a ignorância nos seres humanos. Suas três pontas representam as três qualidades da matéria: tamas (a inércia), rajas (o movimento) e sattva (o equilíbrio).


A SERPENTE
A Naja é a mais mortal das serpentes. Usar uma serpente em volta da cintura e do pescoço, simboliza que Shiva dominou a morte e tornou-se imortal. Na tradição do Yoga, ela também representa Kundaliní, a energia de fogo que reside adormecida na base da coluna. Quando despertamos essa energia, ela sobe pela coluna, ativando os centros de energia (chakras) e produzindo a iluminação (samadhi), um estado de consciência expandida.


GANGA
No topo da cabeça de Shiva se vê um jorro d’água. Na verdade é o rio Ganges ou Ganga que nasce dos cabelos de Shiva. Há uma lenda que diz que Ganga era um rio muito violento e não podia descer à Terra pois a destruiria com a força do impacto. Então, os homens pediram a Shiva que ajudasse e ele permitiu que o rio caísse primeiro sobre sua cabeça, amortecendo o impacto e depois, mais tranqüílo, corresse pela Terra.


LINGAM
Também chamado de linga, é o símbolo fálico de Shiva. Ele representa o pênis, o instrumento da criação e da força vital, a energia masculina que está presente na origem do universo. Está associado ao poder criador de Shiva. A palavra "lingam" significa "emblema, distintivo, signo".
O lingam é o emblema de Shiva. Na Índia, reverenciar o lingam é o mesmo que reverenciar a Shiva. Ele pode ser feito em qualquer material, embora o preferido seja o de pedra negra. Na falta de uma escultura, se constrói um lingam com a areia da praia ou do leito do rio; ou simplesmente se coloca em pé uma pedra ovalada.
É comum, nos templos, se pendurar sobre o lingam uma vasilha com um pequeno orifício no fundo. A água é derramada constantemente sobre ele numa forma de reverência. A base do lingam representa a yoni, o genital feminino, mostrando que a criação se dá com a união do masculino e feminino.



DAMARU
O tambor em forma de ampulheta representa o som da criação do universo. No hinduísmo, o universo brota da sílaba OM. É interessante comparar essa afirmação com a conhecido prólogo do Evangelho de São João: "No princípio era o Verbo (a sílaba, o som). E o Verbo era Deus. (...) Tudo foi feito por Ele (o Verbo) e sem Ele nada se fez."
É com o som do Damaru que Shiva marca o ritmo do universo e o compasso de sua dança. As vezes, ele deixa de tocar por um instante, para ajustar o som do tambor ou para achar um ritmo melhor e, então, todo o universo se desfaz e só reaparece quando a música recomeça.


FOGO
Shiva está intimamente associado a esse elemento pois o fogo representa a transformação. Nada que tenha passado pelo fogo, permanecerá o mesmo: o alimento vai ao fogo e se transforma, a água se evapora, os corpos cremados viram cinzas. Assim, Shiva nos convida a nos transformarmos através do fogo do Yoga. O calor físico e psíquico que essa prática produz nos auxilia a transcender nossos próprios limites.


NANDI



Nandi é o touro branco que acompanha Shiva, sua montaria e seu mais fiel servo. O touro está associado às forças telúricas e à virilidade. Também representa a força física e a violência. Montar o touro branco, significa dominar a violência e controlar sua própria força.
A palavra "Nandi" significa "aquele que dá a alegria". Sua devoção por seu senhor é tão grande que sempre se encontra sua figura diante dos templos dedicados a Shiva. Ele está deitado, guardando o portão principal.

Beijos

Mara

Profª Sandra Bose disse...

Assim como casa-se com cachorros e cobras aqui na India, o Ganesha eh casado com uma bananeira :)
Adoro este pais, so aqui mesmo para um deus com cabeca de elefante casar-se com uma bananeira!!!
Incredible India!
Sandra

edson disse...

Gloria sinceramente seu blog esta recheado de novidades sobre a cultura indiana,essa lenda de ganesh entao nem se fala que historia mais interessante, ricas de detalhes, estou impressionado,tomara que seu trabalho nao demore a chegar na tv, estou super curioso para saborear esse grande sucesso...Boa sorte...

alessandro almeida disse...

Prezada Glória ,
Espero que vc esteja bem
Feliz em saber que sua proxima novela tera como tema a fascinante India.
Se vc ainda nao leu , recomendo - India um olhar amoroso ! É um livro muito especial; nem sempre facil de encontrar. Se precisar te emprestarei o meu.Sou um consultor de viagens e trabalho muito com todos os destinos na Asia. Amanhã estarei embarcando para minha 14 º viagem a India. Se eu puder lhe ajudar de alguma maneira neste projeto; conte comigo.
Um dia Paz !
alessandro@personaltravel.com.br

*Muito além da percepção mundana* disse...

O SIMBOLISMO DE GANESH


Grandes orelhas: ouça mais
Grande cabeça: pense grande
Olhos pequenos: concentre-se
Boca pequena: fale menos
Machado: corta fora todas as ligações acessórias
Mão em posição de bênção: bênção e proteção para o caminho espiritual supremo
Grande estômago: digestão pacífica de todo o bem e mal na vida
Corda: Colocar você mais próximo de sua maior vitória
Uma presa: reter o bem, descartar o mal
Tromba: grande eficiência e adaptação
Rato: desejo. A menos que, sob controle, pode causar frustração, você deve segurar o desejo e mantê-lo sob controle e não permitir que ele controle sua vida.


Existem dois mitos de como ele veio ter a cabeça de elefante,Gloria se vc quiser eu posto aqui mesmo ou envio por e-mail.
A India é realmente impresionante, são muitas informações, muitas, tanto sobre a politica, a religião, seus mitos, suas divindades, a forma de viver em diversos lugares da India, os rios sagrados.

Mais de 60 milhões de pessoas vão em Allahabad, para o Kumbh Mela, que é o chamado festival do vaso.

Enfim, são coisas extraordinárias.

Bjosss



Mara Lígia

elisabete do encanto disse...

Gloria
Estou me apaixonando seriamente por esse povo alegre!!
Mandei uns emails para vc sobre a India, nao sei se recebeu.
Espero ue seja util!

beijos baianos!

Anônimo disse...

Oi Gloria, que bom que vc tem esse canal de comunicação! Ao saber do tema de seus estudos fiquei entusiasmada! A cultura indiana é muito rica, mas tem tambem muitas mazelas. Fui casada com um indiano e tive uma jornada densa nos Estados Unidos e Canada com ele. Tivemos um filho chamado Sanjeev -lê-se Sandive- um nome popular na India como Jose e Maria no Brasil. Gostaria muito de compartilhar com você minhas experiências com o Vijay, a familia indiana, a culinaria, como eles me prepararam para ser aceita na familia, a dieta alimentar de acordo com o calendario religioso. Nossa! Muito legal vc estar engajada nessa cultura.

Ana disse...

Gloria,
Queria te parabenizar pelo blog. Em suas postagens vc mostra uma mistura de beleza, sensibilidade e uma preocupacao enorme com as questoes do nosso pais. Apesar de nao estar morando atualmente no Brasil (estou estudando no exterior), estou sempre 'plugada' nas suas declaracoes tragam elas informacoes relacionadas a justica (ou a falta dela no caso do Brasil) ou a cultura em geral. Boa sorte em seus futuros empreendimentos e continue nos brindando com seus trabalhos e posts !!
Um beijo enorme,
Ana.

Tatiana disse...

gloria,que bom que voce estará em breve mostrando outro sucesso na tv!!!adorei amazonia!!!!e esse proximo sucesso será ambientando na ÍNDIA,me parece.....quem curte esses lugares exoticos é uma atriz que eu adoro a VANESSA LOES.ela está um tempinho sumida da tv e soube que ela assinou um contrato com a rede globo de televisao...um tanto melhor,pois assim eu posso humildemente pedir:GLORIA,POR FAVOR,ESCALE A VANESSA LOES PARA A SUA NOVELA!!!!mal posso esperar para ver essa novela...principalmente se meu pedido for atendido...bjs.

Káryta disse...

Apesar do choque cultural entre Brasil e Índia, estou fascinada com a magia do País, conhecia algo sobre a cultura porém com essa troca de informação tanto aqui no Blog quanto no Orkut, gente vamos arrumar as malar e ir pra Índia...rs
Amei o vídeo, no final o ritual se assemelha quando o povo baiano oferece as oferendas a Yemanjá.
MUITO LINDO!!!!

Andrea disse...

Glória vc term meu todo apoio, espero um dia conhece- la pessoalmente, espero ´há 17 anos !!!

bjão

BILLY BOB disse...

OI QUERIADA GLORIA AQUI É BILLY BOB UM CEARENSE QUE TRABALHA COM TELEVISÃO EQUE CURTE MUITO O SEU MUNDO.
ESTOU CURTINDO OQ UE VOCE TÁ ESCREVENDO SOBRE AÍNDIA.
BEIJOS,,,..
contatoamigo@hotmail.com

well disse...

Sabe, o caso do João Hélio me fez pensar. Por que a justiça é representada por uma mulher sentada e de olhos vendados? Sem mitologias. Isso explica muita coisa. Ela devia ser uma mulher de pé, olhos arregalados, agarrando seu filho (o povo), protegendo-o de tudo e de todos.
Mas, fim de férias. O ano começa e eu começo com ele.
Gostaria de dizer que você tem a oportunidade de nos mostrar uma Índia colorida, mística, exótica, apimentada, cheia de contrastes, em HD.
Você tem a oportunidade inédita para falar de paz, a paz de Gandhi. Talvez as coisas estejam de pernas pro ar por que não estudamos a paz, lemos sobre a paz, não nos ensinam a paz. Sugiro que ouça a música de Roberto e Erasmo - Todos estão surdos. Essa música mexe até com quem é pedra. Sempre que a ouço eu...
Glória. Um abraço como o que dei na foto e que me deixou com essa cara de tonto, feliz.
Boa viagem!

Ricardo Zanon disse...

A Índia sempre nos surpreendendo cada vez mais e mais! Adorei essa história!!!

Leonor Cordeiro disse...

Cheguei até aqui vinda do Síndrome de Estocolmo.
Tenho um blog onde levo Cecília Meireles para as crianças e essas suas postagens me remeteram aos poemas de Cecília sobre a Índia. Como ela amou aquele lugar e a sua gente ...
Voltarei outras vezes.
ABS
Leonor Cordeiro

Leonor Cordeiro disse...

A partir das suas postagens fui reler:
-"oriente-ocidente" em : Cecília Meireles - Coleção Melhores Crônicas, Global Editora, p. 231 a 235.
- Cecília Meireles - Crônicas de viagem v. 2, Editora Nova Fronteira. (da p. 155 em diante...)
Acho que você vai gostar dessas crônicas.
ABS
Leonor Cordeiro

garotabossanova disse...

Uma coisa que sempre me intrigou é a sensualidade dos deuses indianos.O próprio Ganesh, por exemplo,é cheio d epinturas e enfeites e eu teria dificuldade em saber se ele é um ser do sexo masculino ou feminino.A pintura corporal deve ter uam importância singular para o povo indiano.Um dia ainda ei de pesquisar um poouco mais sobre este tema.braço grande!

girlswithstyle disse...

gloriaaaaaaaa
pense na felicidade que estou so em saber q vc ira escrever outra novela e desta vez sobre a india
.acredito q o mundo prescisa de pessoas cmo vc que sempre se preocupam com os outros e tentam mostrar a realidade a outras pessoas
sucesso já garantido bjaoo

Daniele - Deva Shakti disse...

Glorinha..
Sua pesquisa sobre a ÍNDIA é otima,mas para saber exatamente e sentir esse mundo INDIANO.
Só vivenciando,a ÍNDIA te trará muito mais que uma pesquisa ou trabalho...
Mexerá a fundo em sua alma,mesmo com tantos constrastes que ela tem,sinceramente foi um país que mexe conosco...
A Energia da ÍNDIA é muito boa,faz crescermos com seres humanos,que a materia perto de uma abraço amigo não é nada...
Lá sentimos isso e muito mais.
Quero que após voce visitar a India,post algo que sentiu sobre sua vida,sua alma...
Sei que é um assunto fora de questão em suas pesquisa e ate mesmo desse topico,mas eu e muita gente sentiu isso...
Vivemos totalmente em outro plano...
Beijos e que os deuses indianos te ilumine e te dê muito mais que um Trabalho na India...Namaste...Deva Shakti

ॐRose disse...

Oi!!!
A história de Ganesh é bem interessante...
A Índia é um país fascinante mesmo, possui histórias bem particulares...

Rosana Medeiros - RJ

*Muito além da percepção mundana* disse...

Oi Gloria, achei interessante esse conceito Hindi, onde o destino do homem, entretanto, não depende de nenhum desses deuses, mas de seu próprio esforço. O homem pode condenar-se ou salvar-se dos sofrimentos, causados pela samsara, a roda da vida que gira sem cessar, produzindo nascimentos e renascimentos sucessivos. A alma de todas as criaturas (e não somente dos homens) está sujeita a um novo nascimento (punajarman). É a reencarnação sucessiva, sacralização da vida trágica de longos períodos de fome, guerras, doenças e cataclismos. A realidade social é predestinada e em geral desgraçada, mas o karma, a repetição da vida por meio de vários nascimentos, é a esperança de atingir uma casta mais elevada. A salvação consiste na liberação desse ciclo e na fusão final com Deus.

Bjo no coração!
Mara

Anônimo disse...

Oi Glória, tudo bem?

Não sabe a satisfação que sinto em ler seus textos e saber que vem aí um novo trabalho seu. Você me parece completamente envolvida com assuntos relativos à India e entendo bem isso porque sempre que penso em começar um novo projeto, a primeira coisa que faço é pesquisar , pesquisar e pesquisar. Muito interessante a história do Ganesh! Um forte abraço!

lainy cirstina disse...

Boa tarde! Glória antes de mais nada gostei do seu blog,informativo,agradável e nos faz viajar. Queria que você falasse sobre o povo cigano, no qual tenho admiração.
beijos.

profa wanda disse...

Glória...
O meu meu respeito por vc com o pessoa e como profissional é imenso, obrigada por todas a informações sobre a India e principalmente sobre Ganesh, eu o tenho em minha casa...Desejo a vc e toda a sua equipe mais sucesso, se é que isso seja possível e obrigada por todo esse conhecimento que é passado para nós sobre países que sonhamos em conhecer e não é possível...Sou profa de Geografia e viajo nas suas novelas...bejs.

Rose felix disse...

Glória Amada ,estou fascinada com a pesquisa que tenho feito em seu blog. Sou professora de arte e tenho aberto um leque de novas temáticas para meu enriquecimento e dos alunos . Bjs