quarta-feira, 2 de abril de 2008

Médicos de todo o Rio: uni-vos!!!!!

Dengue? ainda? de novo?????
A nova epidemia é o retrato do descaso absoluto do poder público e do estado lastimável a que chegou a saúde no Rio de Janeiro!

É terrível acompanhar o desespero dos pais com as crianças no colo, correndo de hospital em hospital, sem médicos em número suficiente para atendê-las, sem leitos para interná-las!

É terrível assistir, todos os dias, o enterro de crianças que poderiam ser salvas com tão pouco: um diagnóstico, uma internação para o contrôle de plaquetas e soro!

Bonita a atitude daquele anestesista que saiu de casa no dia da sua folga para atender os doentes no corredor do hospital. Queria postar a fotografia dele aqui, mas não encontrei nenhuma na internet. Muito menos uma matéria que dissesse seu nome.

O gesto de solidariedade deveria ser imitado pelos médicos que atuam em clínicas e consultórios particulares. Muitas mortes seriam evitadas se todos eles doassem um pouco do seu tempo para socorrer esses pais, essas crianças!

O abandono dos hospitais, o descaso com o salário dos médicos, a falta de prevenção a uma doença que já poderia estar inteiramente erradicada, tudo isso a gente discute durante! prioridade agora é salvar a vida dessas crianças que poderiam ser filhas, netas ou bisnetas de qualquer um de nós!

6 comentários:

Pedro disse...

As autoridades estão querendo agora convocar residentes e estudantes do último ano de Medicina para reforçar o atendimento. Mesmo médicos que já estão aposentados estão cotados para serem convocados! Toda a classe médica tem mesmo o dever cívico de ajudar a população fluminense nessa hora de calamidade! Afinal, vidas humanas estão em risco! "Não é brinquedo, não!", como diria a saudosa Dona Jura, cuja intérprete, infelizmente, também contraiu a doença.

Renata Rocha disse...

Como vc mesma disse, é certo que existem vários problemas na saúde pública, incluindo a questão salarial dos médicos. Mas diante desse estado de calamidade, é preciso que todos se unam.
Eles não devem esquecer do juramento que fizeram ao se formar. A vida em primeiro lugar!

edson disse...

Gloria, nosso estado de Santa Catarina enviou para o rio equipes de pediatras pra salvarem essas crianças, quanta tristeza temos visto ne?O que mais me choca e ver os pais debruçados sobre o caixão de seus filhos sofrendo com a morte prematura desses anjinhos que vão ao encontro do Senhor,isso me faz chorar muito...Enquanto isso as autoridades de Brasilia estao preocupados com um dossie que se acusam entre eles , tudo pela ganancia do poder e do dinheiro...E muito triste....

Ricardo Zanon disse...

Gostei do apelo! É necessário que a classe médica reaja a essa epidemia e forme uma grande corrente para o combate da Dengue! A população precisa cooperar também, não deixando água parada em suas casas.
bjs

Bruno Augusto disse...

Olá Glória, tudo bom?!
Super propício o seu post nesse momento em que se encontra nosso país com a dengue.
Mas estou aqui para escrever sobre sua próxima novela. Primeiramente quero dizer que sempre fui muito seu fã, e a trama que mais gostei sua, foi a minissérie Hilda Furacão. Me apaixonei pela história, por sua adaptação e pela atriz Ana Paula Arósio. Por isso venho te fazer este pedido, sei que não depende só de você... Queria muito ver a atriz Ana Paula Arósio em sua próxima novela de preferencia como uma vilã, já vão se completar 10 anos da minissérie exibida e este além do seriado Mulher que você escreveu um episódio com a Ana e o Rodrigo Santoro foi a única parceria de vocês duas. Sei que você tentou ter a presença da Ana em outros trabalhos seus que não deram certo, mas gostaria muito de rever essa dobradinha seria legal também se tivesse o Rodrigo que é mais complicado né, pois os dois tem ótima quimica também.
Bom fica aí o meu pedido.
Abraços

Lilás disse...

Querida Glória!
Excelente sua colocação sobre a mobilização da classe médica em geral para ajudar neste momento crítico o Rio.
Mas, se você observar, principalmente quando retornar desta viagem, passando pela Linha Vermelha e muitos bairros dessa cidade que um dia já foi maravilhosa, poderá entender também o porque de tanta doença - é muita sujeira e abandono tanto do poder público quanto da educação das pessoas.
A dengue é acima de tudo uma doença que vem da sujeira humana.
Sinto muito, mas essa é a verdade!