terça-feira, 4 de dezembro de 2007

Gibis


Olhem o que eu encontrei na página do Luiz D', um apaixonado pelo Rio antigo. São os gibis da minha infância também, ainda que eu tenha sido criança muito longe daqui, lá em Rio Branco, no Acre!

Eram tempos de faroeste: filmes de bang bang, brincadeiras de mocinho e bandido, revolver de espoleta, Roy Rogers, Hopalong Cassid, o nacional Jerônimo -o herói do sertão, que virou até novela de rádio.

Meninos vestidos de cowboy defendiam fortes imaginários, expulsavam forasteiros, cavalgavam cabos de vassoura como se fossem cavalos puro sangue. 

Nesse tempo, ficção era ficção, realidade era realidade.  Todo mundo sabia a diferença. Não havia esse patrulhamento de hoje, essa tendência a enquadrar a ficção no politicamente correto e deixar a realidade entregue às traças!  não passava pela cabeça de nenhum pai que o filho poderia se tornar um aficcionado em chacinas se desse tiros com revolver de espoleta.

A geração dos cowboys cresceu pacífica: paz e amor, bicho!

6 comentários:

Renato C. disse...

Eu não perdia um filme de John Wayne e colecionava gibi, mas o meu preferido era o Bufalo Bill!
abração, Gloria.

Mauro disse...

O meu era o Flexa Ligeira.
Gloria, você também gostava de faroeste?

GLORIA PEREZ disse...

Mauro, nem um pouquinho! eu gostava mesmo era dos Sobrinhos do Capitão. Do casal Pafúncio e Marocas!

Magaly disse...

Eu tb adorava a Marocas e o marinheiro popeye.

bjos

Eduardo disse...

No velho oeste ele nasceu
e entre os bravos se criou
seu nome lenda se tornou
Bat Masterson! Bat Masterson!

lembra da música?

José Vitor Rack disse...

Glória, faz tempo que estou para comentar isso com você e nunca me lembro... Tenho um aluno que veio de Rio Branco esse ano. Oito anos, esperto, bonito e com um sotaque indefinido engraçadíssimo.

Inteligente, escreveu num desenho que "o Acre é mais longe que os Estados Unidos". E não é que ele tem razão?

Estamos mais por dentro dos desmandos do Bush e dos peitos da Pamela Anderson do que sobre o que ocorre na Amazônia.

Triste.