segunda-feira, 17 de março de 2008

no mercado do ouro


Aqui estamos nós, no mercado do ouro de Dubai. É fascinante observar a atração que as mulheres árabes sentem pelo ouro. Os olhos, apenas descobertos, nas abayas negras que elas vestem, cintilam diante dessas peças. Já falamos disso em O Clone, lembram? Khadija, a filhinha de Jade, vivia repetindo: "eu quero ouro! muito ouro!"

Elas são lindas, os olhos delineados a khol, roupas elegantíssimas que a gente pode vislumbrar, sob os véus, quando caminham.


Ontem, quando chegamos ao hotel, havia um grupo enorme, só de mulheres vestidas de festa, com abayas muito requintadas. Algumas cobriam só os cabelos, outras só mostravam os olhos, e outras ainda tinham o rosto inteiro coberto por um lenço muito fino, e só podiam enxergar através da transparência deles.

Mas todas usavam uma quantidade imensa de joias! muito ouro, brilhantes, rubis, uma  variedade imensa de pedras! Ficamos sabendo que iam a um casamento, e como homens e mulheres não se misturam nessas festas, elas saíam aos grupos, dirigindo seus próprios carros.

Eu não sei em que ocasiões nem se é habitual usar esses colares! Mas tente imaginar o que é carregar um deles no pescoço!

Bom, virando essa página, uma coisa a gente nota logo à primeira vista, aqui em Dubai: tem tantos indianos quanto árabes! eles estão por toda a parte: na construção civil, no atendimento das lojas, dos hotéis, na direção dos taxis.  Muitos trouxeram as famílias, outros vieram sozinhos, em busca de uma vida melhor na "terra prometida".  Vieram "fazer Dubai".

Dubai  é a América do oriente!

11 comentários:

Paulo disse...

Imaginem essas mulheres passeando no Brasil com esses colares de ouro hein? Risos... Só em Dubai mesmo...
Aproveita aí amiga e depois nos conte tudo...
Bjs
Paulo Ascenção

Renata disse...

Inshallah, quanto ouro!!! É de arregalar os olhos.

Quanto aos indianos, também tinha lido que a maior parte da mão-de-obra desse rico emirado é formado em grande parte por indianos e paquistaneses.

Beijosss

catia almeida disse...

Realmente fico pensando nesse ouro todo no pescoço, braços, dedos aqui no Brasil...aliás é melhor nem pensar.
Tô viajando junto com vc mas só na imaginação...estar aí é q deve ser o máximo.
Bjs, Catia Almeida.

ana disse...

Oi Gloria,
Tudo bom com vc? Espero q vc esteja aproveitando bastante a viagem :) Q espetaculo o seu passeio :))
Ouvi dizer (nao sei se eh verdade)q pessoas comuns com mais de 60 anos nao podem continuar em Dubai e tem q sair dai... ai procuram abrigo em paises proximos... eh verdade isso ? Ainda... ouvi falar de um hotel q tem '7 estrelas'por ai... eh verdade ??? (Sei da existencia do 'The Palace' na Africa do Sul q tem 6 estrelas, mas desse em Dubai eu nao sabia...
Continue nos informando :)
Beijo enorme,
Ana.

edson disse...

Que bom que la elas tem liberdades pra usarem ouro, diamantes e todo o tipo de joias nas ruas,isso mostra que e um pais que as leis funcionam,no Brasil se sairem assim nas ruas seram decaptadas infelizmente e nossa realidade,bom mas mudando de assunto ate eu gostaria de ficar diante de tanta beleza e riqueza juntas....GLORIA SUCESSO QUERIDA...

Leila disse...

ola, cheguei ao teu blog atraves do blog sindrome de estocolmo. é realmente curiosa essa paixao que s arabes tem pelo ouro. Acho o ouro deles muito amarelo comparado com o nosso ouro brasileiro. percebo que essa atracao pelo gold nao é somente em joias mas na decoracao da casa, nos moveis, o que acho meio old fashion.
abracos

Jules disse...

Realmente, o número de indianos e paquistaneses é grande, todos em busca de melhores chances e prosperidade.
Não posso responder exatamente à amiga Ana, mas o pai de meu namorado (paquistaneses) já tem alguma idade e permanece em Dubai... não creio que isso aconteça.

Ricardo Zanon disse...

Uau, que loja linda hein? Fico admirado com essa diferença! Imagina se no Brasil seria possível expor toda aquela riqueza pendurada na parede?
Adorei as fotos do shopping!
Beijos Glória, aproveita bastante essa linda viagem!

*Muito além da percepção mundana* disse...

Que legal Glória, quanto ouro hein!!! Já pensou isso aqui?? Nossaa, tudo isso é muito interessante, eu e o Tião passamos uma noite inteira conversando como deve estar sendo essa sua viagem e ainda falamos assim:
" Isso merece um cigarro..." hehehe

Muito fascinante tudo isso!

bjo bjo bjooooo

Mara

barroso474 disse...

O ouro indiano é lindo, único! O trabalho que eles reproduzem nas jóias não é comum por aqui. Não me lembro de ter visto na H Stern algo parecido. Há um colar indiano que tem o valor de uma aliança de casamento. Aos olhos leigos, é um colar comum. Dentro da cultura as pessoas se identificam pela jóia que usam. Já usei este colar enquanto casada. Quando divorciei, toda a joia, os sarees, vestimentas típicas, balangandãs, tiveram que ser devolvidos. Obrigação cultural. E assim foram-se as lindas jóias indianas, mas ficou a doce lembrança da bela cultura. E o filho indiano, que bem poderia fazer sucesso na telinha rs rs rs... aqueles olhos amendoados e expressivos não são tupiniquins... rs rs rs. Já imagino nossas belas atrizes enroladas em sarees e usando belas joias. Glória, você vai revolucionar a moda aqui no Brasil!!! Bjs e bom passeio!

Anônimo disse...

Ola Gloria

Podemos sem sobra de duvida afirmar que Dubai tem mais Indianos que árabes,acredite se puder.
Nao existem mais que 300.000(20%) Emiratis(locais)em Dubai numa população de aproximadamente 1.600.000,onde 800.000 (50%)são indianos,300.000(20%)Emiratis e 500.000(30%)outras nacionalidades.
Podemos em sombra de duvida afirmar que a grande mola propulsora de Dubai são os indianos que trabalham em condições muita das vezes sub- humanas.Sem a ajuda dos indianos com toda certeza Dubai nao estaria crescendo tão rápido como podemos observar.

Sucesso em sua nova novela e que através dela possamos conhecer mais sobre a Megalopolis Dubai e a caleidoscópica índia.Você pode imaginar essa novela em alta definição?Coisa que com certeza já será comum quando de seu lançamento?

Quem viver verá!

Bjs