quarta-feira, 17 de outubro de 2007

1995: Internet??? o que é isso???



Hoje, arrumando gavetas antigas, encontrei a sinopse de EXPLODE CORAÇÃO, escrita em 1995. A novela foi ao ar em 1996 e tinha como cenário a internet, então completamente desconhecida por aqui. Internet???? O tema provocou risos e ironias de muita gente boa, choveram notas e artigos encaixando a rede na “ficção científica”. E dizer que isso foi há 11 anos apenas!

Aqui vai a página de apresentação da sinopse que tanta reação provocou! É tão engraçado imaginar que tudo isso foi chamado de delírio, que vale o registro.


APRESENTAÇÃO


Nos trabalhos anteriores -BARRIGA DE ALUGUEL e DE CORPO E ALMA-falamos desse final de século e de como as inovações tecnológicas, ao mesmo tempo que criam recursos novos para a humanidade, criam também novas possibilidades de drama, de vivências e conflitos humanos sequer imaginados pelas gerações anteriores.

Nessa novela, continuamos a abordar o mesmo universo: esses tumultuados últimos 5 anos do século e do milênio. E as dificuldades que temos todos nós para enfrentar cotidianamente a velocidade das transformações por que passa esse nosso mundo, sem que a nossa maneira de pensar e de sentir possam acompanhar a rapidez com que acontecem essas mudanças.

Mas, se antes enfocamos o tema do ponto de vista das recentes e revolucionárias conquistas no campo da medicina e da genética, vamos agora abordá-lo do ponto de vista da informática.

O assunto desperta interesse universal -interesse acadêmico, comercial, jornalístico e popular, porque é cada vez maior o número de pessoas que, no mundo inteiro, procuram conectar-se através das redes de computadores (vide o crescimento da Internet em todo o mundo -a rede é hoje o maior sucesso editorial norte americano- e a multiplicação das BBesses brasileiras}. E há de se tornar muito mais discutido a partir de maio, quando a Internet, finalmente, entra no Brasil, acontecimento que vem tendo, desde já, grande repercussão na imprensa.

Naturalmente, não se trata de descer a minúcias tecnológicas, (não se pretende sequer abordar assuntos técnicos), mas unicamente de construir um drama onde a Internet, e os recursos dessa rede tenha papel decisivo no desenvolvimento e no desfecho das tramas.

Portanto, nem de longe se pense que vamos abordar temas áridos ou ficar discorrendo sobre tecnologias: a rede dos computadores só será utilizada nessa história na medida em que tiver uma função dramatúrgica.

O tema é novo, moderno, polêmico e, além disso, oferece grandes possibilidades dramáticas e folhetinescas, uma vez que se sabe que essas redes colocam em contacto pessoas de todos os cantos do universo, pessoas que jamais se encontrariam, seja pela distância geográfica, seja pela distância social, ou pela distância entre maneiras de viver. E elas conversam e se tornam íntimas ou se apaixonam atraves de uma tela, sem conhecer o rosto de quem está do outro lado. Um velho mito já abordado com sucesso por muitas obras da dramaturgia universal, esse de se apaixonar sem conhecer o rosto ganhando, nesse final de século, uma nova versão, propiciada pela revolução da informática.

Outro aspecto a ser considerado, é esse acesso a informações sigilosas e importantes, que os computadores tonam possível: O noticiário tem sido farto em casos desse tipo, trazendo para as primeiras páginas o feito de pessoas que conseguem entrar em sistemas bancários e empresariais, e se tornarem detentoras de informações altamente confidenciais.

O novo nisso tudo está, também, no fato de que esse poder de deter a informação anda, sobretudo, se concentrando nas mãos de um tipo social muito recente: os adolescentes que adoram computação e que se dedicam a invadir sistemas até sem ter na cabeça a idéia de cometer um ato criminoso, mas pelo simples prazer de enfrentar o desafio das máquinas.

Essas transgressões são tão novas que ainda não estão reguladas por nenhuma legislaçao. E, de certa forma, são imprevisíveis, porque a cada dia um desses curiosos demonstra que é possível utilizar as máquinas para façanhas até então impensadas

Deve-se registrar, também, as belíssimas possibilidades visuais do tema (as comerciais seriam redundantes), e a possibilidade de conquista de uma fatia do público que anda maravilhada com todas as inovações acontecidas no universo dos computadores.

A revolução da informática: esse é o cenário. O pano de fundo. O palco onde vão se desenrolar os nossos velhos e sempre emocionantes conflitos humanos.

18 comentários:

thiagofoliveira disse...

Na época de Explode Coração ninguem imaginava que a internet iria se popularizar desse geito...
hoje a Internet se tornou necessária.
Essa novela deveria ser reprisada
Gloria bjos

Ricardo disse...

Explode Coração marcou muito por mostrar como seria o uso da Internet no mundo. Muitas pessoas duvidavam desse meio de comunicação e hoje em dia acessar a internet se tornou um processo indispensável em vários meios de nossa sociedade. Adorei a apresentação da novela Glória.
BJs

BRASIL DE PAZ. disse...

Foi uma novela maravilhosa.
O uso da Internet hoje é uma realidade que a novela previu há alguns anos.
Não nos importemos muito com as críticas, devemos aproveitar o que há de bom e ignorar as tentativas que fazem de nos colocar para baixo.
Bjs

BRASIL DE PAZ. disse...

Complementando meu comentário anterior...
A crítiva que foi feita quando a novela falou de Internet é uma prova que a visão de futuro pertence a poucos e muitas vezes provocam críticas que são negativas, mas que são derrubadas com o tempo...
Acho que a novela O Clone será muito lembrada no futuro próximo por ser uma pioneira em chamar a atenção para a tecnologia do estudo da genética humana...
Glória Perez tem esta visão futurista.
Paulo Ascenção.

luizabergamaschi disse...

Boa tarde
Então é assim a apresentação de uma sinopse de novela?
Eu achei engraçado como uma ficção pode ser tão realidade após 11 anos, mas espero que daqui 11 anos ainda não existam clones humanos.
bjs
Luiza B.

Gean Cabral disse...

Me lembro muito bem dessa época quando eu e Altino Machado tan=mbém dávamos nosso primeiros passos na internet. Chegamos a ser tratados como loucos quando insistíamos em colocar o primeiro jornal acreano na internet. Também colocamos o primeiro site do governo do Estado no ar. E até hoje alumas idéias e recursos que apresentávamos e possibilidades em 1999 nunca foram implantados. É uma pena. Continuamos loucos.

Acesse meu blog e veja o que resta dos cenários da minissérie Amazônia.
kabrow.blogspot.com

Bjs, Glória.

Brou disse...

Gloria , e você ainda tem dúvida de que você tem um DOM , que eu por mais que te conheça nao sei de onde isso vem , mas que bom que vem .... é só voltar atras tambem e lembrar da estreia do clone ao meio da confusao do 11 de setembro e voce falando da cultura muçulmana . tal como em america só se lia nos jornais das pessoas que tentavam chegar a america de forma ilicita ... é fogo gloria , mas voce tem como tema fundamental o ALERTA .... o abrir de olhos do povo . é isso que te faz unica , especial .... enfim ..... cuide-se e PARABENSSSSSSSS
Beijos
Brou

nandamei disse...

Atravpes do Blog de Cora Rónai te comentando. Vim ver se era você mesmo (rsrsrsrs. Aí vi ese post sobre Explode Coração e a Internet. Meu deus, é mesmo! Parecia algo de ficição científica o Edson Celulari e a Teresa Seiblitz falando "Hi!"!
Naquela época eu só tinha ouvido falar na internet no caderno de informática de um jornal aqui de Recife. Pra mim era suuuper distante!
Felicidades

Fernanda Meira

Hélio Pimentel disse...

Gloria:

Você sempre levanta assuntos interessantes nos seus trabalhos. Fico curioso para saber quais serão as novidades do próximo.

Quanto à Internet, posso dizer que sou um "pioneiro" também. Na última sexta-feira, comemorei 10 anos que conheci minha mulher pessoalmente. Marcamos esse encontro depois de conversar nas salas de bate-papo do UOL.

C�ssia Val�ria disse...

Gl�ria, Perd�o mas acredita que s� agora percebi que � seu blog mesmo rs, so sorry! E achei maravilhoso poder encontr�-lo atrav�s da minha querida amiga Odele(m�e de Flavia), pois simplesmente acho fantástico teu trabalho!
Qto a Explode cora�o, realmente na �poca Net era vista com certa dist�ncia, literalmente!
Mas vc sempre colocou temas � fente mesmo, vide, Barriga de aluguel e O Clone. E confesso, O Clone foi a melhor novela que j� assisti!
Parab�ns pelo teu trabalho e n�o demore a nos encantar com suas novelas!
Fique com Deus,
Val

das.ins.zip.net

ramon amigão D + disse...

Oi Glória! Amo seus trabalhos e te admiro muito desde 1995 quando você escreveu Explode Coração.A história de Julio e Dara me comoveu muito e me chamou muito a atenção quanto a INTERNET Pretendo ser escritor de novelas e tenho a mesma visão que você tem sobre a ciência, a sociedade, o sonho das pessoas e tudo mais.

Quanto a INTERNET realmente era meio absurdo imaginar que ela viria a existir tão rapidamente.Parecia algo muito distante. Lembro que meu primeiro acesso foi em 1994, numa faculdade quando eu tinha 6 anos. Para mim era coisa do outro mundo,rsrs! Na minha casa começamos acessar a INTERNET no ano 1999. Era meio chato, pois quase não havia pessoas com quem conversar,rsrs!Hoje isso se tornou tão comum. Já se tornou também um entretenimento comum numa casa. A rede já está até ao alcance das mãos. Sentado num sofá você pode acessar a Internet ao mesmo tempo que vê TV e conversa com seu irmão, sua mãe É absolutamente fantástica essa façanha da ciência, que no passado parecia coisa só de filme de ficção científica. Te considero uma profeta comtemporânea. Parabéns! Te amo!

Diego Alexandre disse...

Oi Glória! Embora eu tinha apnas 4 anos na época em que "EXPLODE CORAÇÃO" foi exibida, é uma novela que me marcou muito. Cheguei a te enviar uma carta falando sobre a minha vontade de rever a novela, mas não obtive resposta. Você chegou a receber esta carta?

Augusto disse...

É como disse outro comentario,a maravilhosa Gloria Perez,tem essa visão uturista,na época de Explode Coração td mundo duvidava mesmo desse meio de comunicação q era desconhecido no Brasil,hoje indispenssavel,qm sabe com a Novela O CLONE,daqui uns 11 anos,seja normal ter clones humanos. Pra mim olha q naum so puxa,é a melhor autora de novelas da Globo. Também adoraria q Explode Coração reprisase.

Anônimo disse...

Oi Glória!!! Parabéns pelo seu sucesso!!! Sempre pioneira nos assuntos abordados em suas novelas. A internet realmente está presente em nossas vidas. Faz parte do cotidiano de todos nós. Há seis meses iniciei uma amizade que começou pela internet... Aos poucos essa relação se transformou em grande envolvimento. Muito forte. Horas e horas de conversas (às vezes até 5 horas por dia). Pessoalmente nos encontramos apenas uma vez, sem grandes acontecimentos... Acabou que nos desencantamos, nos decepcionamos sem sequer ter havido algum contato físico. Através da internet fizemos o que posso chamar de "sexo virtual". Foi uma loucura quase inacreditável! Dias e dias desejando loucamente uma pessoa que mal toquei...
Aborde assuntos como esse em sua próxima novela!!! Fatos assim têm sido frequentes para muitas pessoas...
Um abraço,Arnaldo
arnaldosrib@gmail.com

Ramon disse...

Nossa, como essa "coisa" é tão inclível! Naquela época era tão surrel e tão absurdo esse conceito de comunicação via computador, fora também o uso dele como outras fontes de pesquisa, mídia e mercado, através da internet. Conheci a internet em 1996, na minha casa, mas meu mai desconectou a linha na mesma semana, pois ainda não era necessário para ele utilizá-la ainda, só viemos a nos conectar mesmo, 5 anos depois. Nossa, quando eu era criança eu sonhava com isso, de como o mundo seria no futuro e de como seria a internet no nosso dia-a-dia. Me dava uma sensação de euforia, curiosidade e também um pouco de medo,rsrs! Agora, hoje em dia ela é tão comum. Comparo a internet como o ato de tomar café todo santo dia,rsrs! Parabéns Glória por todos os seus trabalhos!

Anônimo disse...

oi gloria,sei que é um pouco impossivel vc ler todos os comentario,mais deixo aqui minha admiração e respeito pelos seus trabalhos que sempre abordam temas do nosso cotidiano.na novela atual gosto da abordagem do uso da internet,mais goataria de dar uma opinião,se você pudesse mostrar além do lado bom dessa tecnologia maravilhosa,o lado negativo onde existem pessoas que destroem vidas por conta de conhecidos de internet,conheço alguns casos,vi pessoas destruir casamentos,familias,vidas por conta dos irresponsaveis que ñ utilizam a net para o bem.Então acredito que seria interessante para ajudar as pessoas que se dxam levar pela inocencia VIRTUAL....BJOS....AMO MUITO SEU TRABALHO...ROSE rosendesousa@hotmail.com...salvador bahia

Anônimo disse...

oi gloria,sei que é um pouco impossivel vc ler todos os comentario,mais deixo aqui minha admiração e respeito pelos seus trabalhos que sempre abordam temas do nosso cotidiano.na novela atual gosto da abordagem do uso da internet,mais goataria de dar uma opinião,se você pudesse mostrar além do lado bom dessa tecnologia maravilhosa,o lado negativo onde existem pessoas que destroem vidas por conta de conhecidos de internet,conheço alguns casos,vi pessoas destruir casamentos,familias,vidas por conta dos irresponsaveis que ñ utilizam a net para o bem.Então acredito que seria interessante para ajudar as pessoas que se dxam levar pela inocencia VIRTUAL....BJOS....AMO MUITO SEU TRABALHO...ROSE rosendesousa@hotmail.com...salvador bahia

ramon amigão D + disse...

Minha avó, 65 anos, ficou fascina, deslumbrada - parecia uma criança com seu primeiro video-game,rsrs, - ao fazer seu primeiro acesso à internet, em 2007. Ela nunca imaginou rever JUDY GARLAND - Over the Rainbow - 1943, O Vento Levou...,depois de mais de 50 anos, além também de expor suas fotos antigas na rede virtual, exposta ao Brasil, ao mundo inteiro, isso tudo numa tela interativa (computador). A vovó também achou incrível e surreal a possibilidade de videoconferência, de ver imagens ao vivo de satélite, compras onlnie, rádio online, isso para ela era coisa de filme de ficção cientítica, muito distante da realidade - não viveria aquilo. O mais engraçado: tudo isso na mesa da cozinha de minha casa, por um notebook - ainda mais difícil dela enternder essa portabilidade,rsrs.