quarta-feira, 17 de outubro de 2007

Castração química?

segunda-feira, 1 de outubro de 2007


Muitos países já adotaram a medida que agora se discute entre nós. O método é simples: uma injeção que retira o desejo sexual de pedófilos e estupradores. Como se sabe que não há regeneração para esse tipo de desvio, o condenado poderia escolher entre a prisão perpétua e a castração.

Muitos argumentam contra a medida, invocando os direitos humanos dos condenados. Peraí... direito de que? de continuar estuprando -crianças inclusive? entre o sacrifício de uma sexualidade que só pode ser exercida através do crime e o sacrifício de vidas inocentes -pelo assassinato ou pelos traumas que uma violencia como essa deixa numa pessoa , eu não penso nem duas vezes!

A solução parece perfeita, mas as coisas não são tão simples como aparentam. Hoje vi na televisão uma declaração do professor Guido Palombo, que é contra a adoção da medida. Ele dizia que o método é inútil, porque o estuprador, o molestador de crianças, tem uma distorção de mente que não pode ser corrigida pela química: perdido o desejo sexual ela se manifestaria, necessariamente, de outra maneira também distorcida. Não foi com essas palavras, é claro, mas o sentido é esse.

É um argumento consistente. Quero saber mais e andei procurando algum artigo do profesor Palombo sobre o assunto, mas ainda não encontrei. De qualquer maneira, com essa pequena declaração ele leva a discussão para o terreno certo: o que se tem de questionar é a eficácia do método, e não o direito ao exercício de uma sexualidade que faz vítimas.

4 comentários:

BRASIL DE PAZ. disse...

É uma questão polêmica...
Os que são contra mudam de idéia quando acontece um caso com um filho seu, com certeza.
Punição e castração para estes delinquentes marginais.
Paulo Ascenção.

thiagofoliveira disse...

Pra esse crime não basta a castração química! Esses animais ainda encontram outra maneira também distorcida para cometer o crime. Na minha concepção o estupro não seria necessariamente o ato sexual. Penso que molestar uma criança já é crime que no ponto de vista é como se fosse estupro...

Cássia Valéria disse...

Glória,
Estava fuçando no seu blog e lendo seus textos e achei interessante esse assunto, q é extremamente polêmico. Inclusive dia 10 terá uma blogagem coletiva sobre Direitos Humanos, eu tenho uma opinião bem peculiar sobre esse assunto, pois acho que bandidos têm direitos demais, mesmo sem cumprir nenhum dever.
Para alguns, pode parecer errada minha opinião mas me irrita que tudo que possa vir a acontecer a um bandido daqueles bem ordinários, logo vêm correndo os "Direitos humanos" para defendê-los ... ai me pergunto: E os nossos direitos onde ficam? Enfim, gostaria de lhe pedir permissão para usar seu texto no meu blog, abrir uma discussão sobre esse assunto.
De qualquer forma, Obrigada!
Beijos,
Val

GLORIA PEREZ disse...

claro que pode usar. Vamos ampliar o debate!