quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Telemar: Kafka perde!



Tem dois meses que eu tento instalar uma linha de telefone aqui em casa. Parece simples, não é? eu acreditei que fosse!

a gente liga, gasta uns 40 minutos entre falar com uma voz eletrônica e esperar o atendimento, dizer o que pretende e agendar o pedido, Aí começa o drama!

As linhas (da Telemar) que tenho em casa não estão no meu nome, e o pedido foi feito no meu nome. Por isso, segundo me explicou ontem a atendente, a Telemar não pode confirmar a instalação através de nenhum dos números da minha casa: a ligação tem de ser feita para o meu escritório, que fica quase em outro bairro, porque lá existe uma linha no meu nome!

inútil argumentar que não moro no escritório, quando não estou escrevendo vou lá esporadicamente, e não se pode esperar que eu faça as malas e me mude para esperar o telefonema da telemar: é o procedimento da empresa, repete a moça.

-Então passamos a linha para o nome do meu filho, pronto! a daqui de casa está no nome dele, acaba o problema!

Só se começar o processo todo de novo: "procedimento da empresa, ela repete!"

Pedi pra falar com a supervisão, gerencia, qualquer coisa. Quem disse que alguém atendeu?

Depois de mais de 40 minutos esperando ouvir sinal de vida do outro lado da linha, desliguei sem saber se tinha falado com alguém de carne e osso ou se ainda era a secretária eletrônica!

Pelo amor de Deus, vamos parar de programar pessoas para agir como máquinas! que saudade do tempo que se ligava para uma empresa e tinha gente do outro lado da linha!

Como é que acaba a novela? é mais simples desistir da linha do que me mudar! parei por aqui!

12 comentários:

luizabergamaschi disse...

kkkkkkkk, hiláriamente trágico.
Minhas bochechas doem de tanto rir "...não se pode esperar que eu faça as malas e me mude para esperar o telefonema da telemar..."
"Só se começar o processo todo de novo..." "...desliguei sem saber se tinha falado com alguém de carne e osso..."

Estes dias minha internet estragou, liguei pro Terra, um atendente hiper mal-educado me disse que eu só poderia ter assistência online, é triste...
abs

Michel disse...

Oi Glória, tô lendo seu blog e adorando. Escuta no Rio só tem a Telemar? Eles sabem quem é você de fato? Se tiver mais saco, liga pro Procon que eles agilizam pelo menos o contato com alguém vivo e de carne e osso..rs Uma tragédia ainda ter que pagar, parece que a TELERJ persiste hein...

GLORIA PEREZ disse...

é uma saga, Michel! Nesse momento estou exatamente tentando localizar alguém de carne e osso! ufffa!

MEF disse...

É o Brasil ,enfim!

magaly disse...

Ja aconteceu comigo tb,fiquei 2 horas pedindo para encerrar uma conta a do outro lado uma mulher reptia sempre a mesma coisa,e triste...

Hélio Pimentel disse...

Gloria:

Em São Paulo, a Telefonica também tem esse tipo de atendimento.

Espero que tenhamos concorrência no setor de telefonia fixa algum dia.

Flávia disse...

Ah, aqui em Rondônia, apesar de estarmos mais longe de certos tipos de tecnologia (no meu caso), essa "nova tecnologia" de atendente robô já chegou. É pela Brasil Telecom.
Outro dia a menina-robô criou sangue na veia e ligou de volta para mim, para tirar satisfação o do porque eu desliguei o telefone...hehehe.
Depois de 30 minutos tentando resolver alguma coisa, não sou obrigada a passar meu almoço inteiro depindurada no telefone, né. E eu avisei que ia desligar.
Beijos e boa semana.

Káryta disse...

Creio que esse é o atendimento padrão de todas as operadoras do Brasil!!!
Já trabalhei com isso!!
kkkkkkk, infelizmente se eles não tratam as pessoas como Robôs, perdem pontos em sua avaliação e sucessivamente podem perder seus empregos!
É triste mas é a realidade.
Por outro lado, é muito mais cômodo para um atendente obedecer as normas de atendimento a quebrar um pouco do protocolo!
É complicado, mas se eu fosse vc não desistia não, iria atráz de atendimento pessoal, mas se for como aqui, eles pedirão que vc vá acompanhada do titular da linha!
Caso contrário esqueça!

GLORIA PEREZ disse...

Aleluia! graças ao Marcus, tecnico do meu MAC, consegui a linha! ufffaaaa!

Renata disse...

Enfim uma boa notícia!

Gente é inacreditável o atendimento desses operadores de telemarketing.
Fala sério, dá vontade de xingar a atendente de tudo quanto é nome, pois eles nos levam ao limite da paciência. O mais desolador é que se xingamos, ao invés do atendente achar ruim, eles ainda respondem na maior cara-de-pau com aquelas vozes moduladas: Desculpe senhora, é procedimento da empresa...

magaly disse...

Foi mal como escrevi,saiu errado,disse que pedi para cancelar um linha telefonicaque eu tinha e a atendente oferecia alguma coisa e assim ficamos por duas horas.

Márcia Sanchez Luz disse...

É... É nas mãos de pessoas assim que nos encontramos. Aqui em São Paulo, com a Telefonica (sem acento mesmo), a burrocracia é igual - sem falar no Speedy, que nos leva à beira da loucura!!

Glória, estou lendo e gostando muito de seu blog. Se você tiver interesse, podemos trocar links.

Ah, antes que eu me esqueça: te achei porque está registrado em um de meus blogs, O Imaginário, que você me visitou...rss...

Beijo carinhoso,
Márcia