sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Clip: Leda Nagle entrevista Janete Clair

Vejam que preciosidade:

12 comentários:

Anônimo disse...

TOTALMENTE DEMAIS !!!!!!!

Sayonara Salvioli disse...

Realmente, Glória: uma preciosidade!!! A nossa "usineira de sonhos", com seu feeling extraordinário, entendia - e muito! - da psicologia do povo! Assim como VOCÊ, que nos chegou - ao grande público -, de certa forma, como um grande presente de Janete Clair, a melhor e mais talentosa sucessora que ela poderia ter!

Só mesmo "pedras de igual quilate" podem desenvolver a harmonia e a reciprocidade que, por certo, sempre lhes marcaram a convivência.

E o feliz resultado para nós, telespectadores obra após obra, é essa "comunicação de gente pra gente, de emoção pra emoção"! Creio que nessas palavras, com a sabedoria que lhe era peculiar, Janete Clair definiu a essência de seu trabalho teledramatúrgico, aliás, com atributos que podemos ver - novamente e sempre - também em suas novelas!... Afinal, toda essa sincronia com o público é reflexo da sensibilidade das nossas mestras da arte televisual!

Obrigada pelo presente do vídeo! E obrigada, principalmente, por nos fazer reviver o sentimento na tela do modo como fazíamos nos tempos de Janete!...

Ah, uma coisa que ela manifestou e de que também gostei muito foi o destaque sempre dado à mulher - ativa, participante - nas novelas dela. E, na esteira disso, reafirmo: também na sua dramaturgia - aliás, de modo notório! - temos a oportunidade de ver retratada a mulher dinâmica e poderosa, possuidora de independência e brilho pessoal! Na sua obra, essencialmente por seu caráter de vanguarda, a mulher é sempre firme, altiva, forte e definidora!

Enfim, JANETE e VOCÊ, VOCÊ e JANETE... Que bela sincronia do destino para a TV brasileira!

Beijos :)

Anônimo disse...

Duas musas, a Jenete e a Leda.
Fabrizio

Biju disse...

Ah, obrigada, Glória! Só você pra dividir uma coisa bacana dessas com a gente... um beijo!

Anônimo disse...

Obrigada por dividir este video conosco. Engracado como ela fala da critica que existia com relacao a mulher que faz sucesso. Acredito que ainda hoje a mulher bem sucedida incomoda, apesar de termos tantas mulheres de talento e fazendo coisas fantasticas em varios setores.

Anônimo disse...

Realmente uma preciosidade.
Alguns autores de novela deveria assistir esta entrevista, como Janete disse escrever o que o povo gostaria de ver.
Como pessoas como Janete não morrem se encantam, viram estrelas.

gabi disse...

Querida Glória,

tenho uma irmã de 25 anos que tem o mesmo problema do Tarso seu personagem, gostaria de uma indicação para uma clínica séria onde poderiamos tratar melhor do vem causando todo sofrimnento na vida da minha irmã.Conto com a sua dica.
gabrielaqueirozsilveira@hotmail.com
Este é meu e-mail.
Que o amado Jesus te ilumine sempre e qye te presenteie com um novo folego de vida.
Eu amo sua vida
Gabi

Odele Souza disse...

Leda Nagle: Sempre gostei dela como entrevistadora.Principalmente porque não tem o irritante costume de interromper o entrevistado.

Janete Clair: Que talento era essa mulher. Era algo que me chamava a atenção nas novelas dela: Passar a imagem da mulher independente. Acredito que Janete, através de suas novelas, conscientizou muitas mulheres da necessidade de se tornarem independentes, de trilharem por si só o próprio caminho.

Foi emocionante rever e ouvir Janete Clair neste video.

Boa semana pra você Glória.

Anônimo disse...

***GLÓRIA***
Que tal, o trecho da novelinha?
Bjs.

Lara Orlow disse...

Gloria, boa noite. Gostaria de lhe enviar a divulgação do livro que lançarei em janeiro de 2010, mas não sei para qual email eu poderia fazê-lo. Meu email: lara_kalin@hotmail.com
Um abraço e mto sucesso em sua carreira!

Claudinha disse...

...agradecimentos...
Muita saúde e força!!!

Anônimo disse...

Eu escrevo esboços de novelas e essa entrevista é muito importante para dar força aos escritores.
Leda entrevista muito bem as pessoas, repeitando-as.
Janete Clair e Dias Gomes são dois escritores maravilhosos e esse vídeo abre a cabeça de quem gosta de escrever histórias para novelas.